Quinta-feira, 21 de junho de 2018
Ano XXX - Edição 1512
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

A Pizza e o Planejamento

31/08/2012 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Já comi pizzas em diversos locais do Brasil e também Argentina e tenho a dizer que Três de Maio, entre todos estes lugares, faz a melhor. Não vou citar um lugar em específico, quem se achar identificado pelo texto que comemore. A evolução se deu há uns poucos anos para cá, com a adoção de fornos à lenha, que melhoraram sensivelmente o sabor da pizza e têm atendido perfeitamente ao meu paladar, e acredito que de muitos também, haja vista o grande movimento que estes estabelecimentos têm tido recentemente.

Em uma pizzaria a massa é sensacional, em outra o recheio é esplêndido. Tudo ao mesmo tempo não dá. Como falo para meus alunos quando conversamos sobre administração, empreendedorismo, estratégia, entre outros pontos, não podemos abraçar o todo no nosso segmento de atuação de mercado. Devemos focar em uma estratégia e trabalhá-la de forma a colher os frutos. No entanto, é possível trabalhar uma estratégia sem descuidar de pontos essenciais que farão com que a empresa seja mais amplamente conhecida e seja vítima o menos possível de reclamações, mesmo que seu foco de atuação não seja este.

O que quero dizer com isso? Por mais fantástica que seja a pizza, um mau atendimento ou uma entrega atrasada podem arruinar o sabor da pizza do cliente, que ao saboreá-la somente ficará reclamando da demora da entrega (50 minutos de atraso fora demais!) e de quão fria está a mesma, ou então, quando na pizzaria, da bebida que você pediu e não veio, sendo ruim comer sem algo líquido para acompanhar. E não adianta, um comentário ruim aniquila com cem bons, já que a melhor propaganda positiva - e negativa - continua sendo a que vem da boca das pessoas, no meu entender.
 
Remeto-me a outras aulas minhas, de planejamento, que também pode derrubar uma empresa por sua falta. Você preparou-se para 100 pedidos, e chega um ônibus de excursão à beira de seu negócio, com 50 cidadãos famintos. Como proceder com eles e com os demais clientes que estão dentro do estabelecimento ou estão em casa a esperar seu pedido? Tenha um plano de riscos englobando este e outros potenciais riscos para ter um plano de resposta aos mesmos. Planejamento!

Enfim, se você se propõe a atender no local e na tele-entrega tem de haver preparação para isso. Se você quer ter a pizza com o melhor e maior recheio da cidade com a melhor tele-entrega prepare-se para isso, mas não desista completamente daqueles clientes que preferem ir até o seu estabelecimento, gostam de ser bem atendidos e servidos e primam por uma boa massa além do recheio. Fica a dica!
* Professor Universitário
 


Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

15/06/2018   |
01/06/2018   |
25/05/2018   |
20/04/2018   |
06/04/2018   |
29/03/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS