Quarta-feira, 19 de dezembro de 2018
Ano XXX - Edição 1538
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Hora de preencher o cadastro rural

17/07/2015 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Com a definição das regras do Bioma Pampa, os produtores rurais devem iniciar  o preenchimento do Cadastro Ambiental Rural (CAR) que é o registro eletrônico que irá conter as informações ambientais do imóvel rural.  Até junho, apenas  4,3% das 480 mil propriedades rurais do Rio Grande do Sul haviam feito o cadastramento. Em Três de Maio, 2075 propriedades devem atualizar as informações

Indefinições sobre banhado e bioma pampa travavam CAR no Estado
Em Três de Maio são 2075 propriedades que devem fazer o Cadastro Ambiental Rural (CAR)
Na primeira hora da tarde de segunda-feira, o agricultor Irineu Pinzon, 77 anos, de Lajeado Lambedor, interior de Três de Maio, já estava no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Três de Maio e São José do Inhacorá informando os dados da propriedade rural para o preenchimento do Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Mesmo com o prazo até maio de 2016, o agricultor se antecipou e veio até o sindicato para cumprir a obrigação prevista em lei. Nos 12 hectares da propriedade da família, Pinzon cultiva grãos, como soja e milho; cria suínos e aves e planta alimentos essenciais para a subsistência da família.

Propriedade rural que não fizer o CAR pode perder benefícios a partir de 2017
Definidas as regras para o banhado e o bioma pampa dentro do Cadastro Ambiental Rural (CAR), o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Três de Maio e São José do Inhacorá começou a efetuar o preenchimento dos dados dos associados no início de julho.

Segundo o presidente do sindicato, Pedrinho Signori, a entidade também aguardava uma definição sobre recursos do governo estadual para para que os agricultores não precisassem pagar pelo preenchimento. "Ainda não conseguimos estes recursos. Então, para não adiar o preenchimento e trazer problemas aos agricultores, o sindicato construiu uma parceria com a Inplan Assessoria para proceder nos cadastramentos".

Uma funcionária do sindicato e um profissional da Inplan atuam na coleta dos dados dos agricultores.

Pedrinho alerta para a obrigatoriedade do CAR, isto porque toda propriedade rural tem que estar cadastrada. "Área definida antes de  julho de 2008, é área consolidada, não mexe mais. Depois desta data, vai ter um confronto de imagens de satélites".

Conforme Pedrinho, preenchendo o Cadastro, o agricultor vai aderir a um Programa de Regularização Ambiental (PRA) e aderindo ao programa, ele tem 20 anos para se adequar. "Se ele desmatou o que não devia, por exemplo,  vai ter 20 anos para regularizar. Se não fizer o CAR, em 2017 não terá mais acesso a benefícios  como financiamentos, entre outros".

Sindicato é o local para o agricultor realizar o CAR e tirar as suas dúvidas

De acordo com Pedrinho, o Sindicato é o local adequado para o agricultor fazer o CAR. "O Sindicato acompanhou toda a mudança do Código Florestal e as leis ambientais. Os funcionários fizeram treinamento, conhecem a legislação e estão preparados. O produtor pode ficar tranquilo que o preenchimento do Cadastro no sindicato é feito corretamente, com segurança. ", orienta.

Emater realiza CAR dos agricultores da Chamada Pública da Sustentabilidade
Em nível de Estado, de todos os CAR realizados pela Emater RS, 54% são dos 16 Municípios do Regional de Santa Rosa que possuem Chamada Pública da Sustentabilidade. A Chamada Pública de Sustentabilidade é a prestação de serviços de assistência técnica e extensão rural para as famílias rurais, através de parceria firmada entre a Emater/RS e o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), com o objetivo de promover o desenvolvimento sustentável das propriedades rurais.

A estimativa da Emater local é de que até hoje, dia 17, sejam realizados mais de 400 CAR, contemplando mais de 275 famílias até o momento, abrangendo mais de 4.685 hectares do município de Três de Maio.

DIVULGAÇÃO

Equipe do Escritório Municipal da Emater de Três de Maio

Sindicato Rural ainda não decidiu se irá realizar o preenchimento do Cadastro
O preenchimento do CAR ainda não está sendo realizado no Sindicato Rural de Três de Maio, segundo o presidente Antonio Carlos Cassol. Conforme ele, em razão do Sindicato estar em busca de mais esclarecimentos aos seus associados para deixá-los a par do que é este cadastro, a entidade não decidiu se irá efetuar ou não o preenchimento do CAR.

Cassol avalia que o produtor rural não pode ter como principal preocupação o custo para completar o cadastro e sim a competência do profissional  que está realizando a digitação dos dados e também o conhecimento que ele detém na legislação atual. "Após digitado pode até promover alguma retificação, porém irá acender uma luz vermelha junto ao órgão ambiental. Por este motivo é que estamos trabalhando para trazer o maior número possível de informações ao nosso associado", justifica o presidente.

Na foto: O Sindicato dos Trabalhadores Rurais já iniciou o cadastramento dos seus associados. Entre eles, o agricultor Irineu Pinzon, 77 anos, de Lajeado Lambedor, interior de Três de Maio (à direita)

FOTO: DIVULGAÇÃO

Confira a matéria completa no jornal impresso






Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

30/11/2018   |
30/11/2018   |
23/11/2018   |
16/11/2018   |
09/11/2018   |
09/11/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS