Sexta-feira, 21 de setembro de 2018
Ano XXX - Edição 1525
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Escola do campo de Caúna é inaugurada oficialmente

11/05/2018 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
13ª escola da rede municipal de educação de Três de Maio - que teve investimentos 
na ordem de R$ 25 mil -, conta com cinco turmas, do pré ao 3º ano do 
Ensino Fundamental, totalizando 99 alunos

Um projeto pioneiro, que une os valores e aprendizados do campo e da cidade, em um ambiente acolhedor, em meio à natureza, na área rural; já é realidade no interior do município de Três de Maio. A Escola Municipal de Ensino Fundamental Bem Viver Caúna é a primeira escola do campo do município e a única iniciativa deste tipo no interior do Estado do Rio Grande do Sul. 
Inaugurada na manhã do dia 3 de maio, dia do 63º aniversário do Município, a EMEF Bem Viver Caúna é a décima terceira escola da rede municipal, conta com 99 alunos matriculados, que estão distribuídos em cinco turmas de Pré A e B, além de 1º, 2º e 3º Anos do Ensino Fundamental.
A escola situa-se na localidade de Caúna, num espaço de quatro hectares que pertenciam à Escola Estadual de Ensino Fundamental Beno Meurer. O prédio foi cedido pelo Estado ao Município, que transformou o espaço na escola de campo, considerando a cultura, as características, as necessidades e os sonhos das pessoas que vivem na localidade e abrindo a oportunidade para que as crianças da cidade também possam conhecer este novo modelo de ensino implantado no local. 

Turno integral; harmonia entre ensino regular e rural
Oferecendo turno integral, a escola é voltada para o aprendizado rural, além do ensino regular; abordando no trabalho pedagógico diversas questões envolvidas como sucessão rural, produção agroecológica, em harmonia com com um novo arranjo produtivo, social, cultural e local. A maioria dos alunos pertence às famílias da área urbana, sendo que em torno de 30 alunos são oriundos do meio rural. Durante a adequação da escola, mutirões foram realizados com a participação de pais, alunos e comunidade, além de equipes das secretarias municipais, que realizaram a limpeza e organização do espaço. Isso porque, o objetivo era fazer com que a comunidade e os pais dos alunos se tornassem "parte da construção da escola", que tem um conceito novo e já está sendo um destaque para Três de Maio e região, por oportunizar aos alunos um ensino voltado para a agricultura, sem se descuidar dos currículos básicos de formação.
A solenidade de inauguração contou com a presença do prefeito Altair Francisco Copatti, vice-prefeita Eliane Fischer, secretária municipal da Educação, Tânia Georgi; presidente da Câmara de Vereadores, vereador Flávio Pagel (MDB) e demais vereadores; secretário-geral da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag-RS), Pedrinho Signori; deputado estadual Luis Fernando Mainardi (PT); professores, pais de alunos, representantes de entidades, de sindicatos e da localidade de Caúna. 
Os atos inaugurais tiveram uma celebração religiosa, ministrada pelo pastor Elói e apresentações artísticas realizadas pelos alunos.

'Projeto político que valoriza a educação de verdade', diz secretária de Educação, Tânia Georgi
A secretária de Educação do município, Tânia Georgi, enfatizou que "o que antes era um sonho, tornou-se realidade pelas mãos da comunidade e por um projeto político que valoriza a educação de verdade". "É uma prova de que ninguém pode prender nossos sonhos", disse.
Conforme Tânia, o objetivo da escola é fomentar o uso de espaços alternativos de ensino. "A proposta pedagógica está vinculada a um projeto de desenvolvimento sustentável, por meio da produção livre de agrotóxicos. Os alunos podem desenvolver atividades práticas, como cultivo de alimentos e cuidados com os animais de criação", explicou.
Para o prefeito Copatti, Três de Maio está na contramão de uma política estadual e nacional que fecha escolas, desvaloriza professores e professoras e coloca a educação em segundo plano. Segundo ele, o projeto inédito no Estado valoriza a comunidade de Caúna, pois inverte o fluxo migratório tradicional do campo para a cidade. "Não estamos inaugurando um prédio novo, a estrutura física já existia. Trata-se de uma nova proposta de fazer educação. A escola do campo em Caúna vai aproximar o conteúdo em sala de aula com a realidade das crianças, com a valorização dos saberes do meio rural".

Alguns registros do evento:

Autoridades fazem o descerramento da placa inaugural. Prefeito Copatti destacou 'a nova proposta de fazer educação'

Alunos, de todas as séries da escola, fizeram belas apresentações artísticas 

Na data, foi realizado plantio de árvores frutíferas no espaço onde será cultivado o pomar agroecológico da escola, 
além da soltura de alevinos no Lajeado Lambedor

Equipe de professores e funcionários da EMEF Bem Viver Caúna, sob a direção da professora Lisiane Weber



Com investimento de R$ 25 mil em reformas e adequações, aulas começaram em fevereiro, junto com toda a rede municipal, mas inauguração oficial ocorreu no último dia 3, Dia do Município. Há lista de espera por novas vagas

FOTOS: ANA JÚLIA TIELLET/COORDENADORIA DE COMUNICAÇÃO/PREFEITURA DE TRÊS DE MAIO/DIVULGAÇÃO



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

17/08/2018   |
06/07/2018   |
20/04/2018   |
23/02/2018   |
29/09/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS