Quarta-feira, 21 de agosto de 2019
Ano XXXI - Edição 1571
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Prefeitura quer expandir suinocultura no município

19/07/2019 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Projeto do Município busca expandir suinocultura

Na última sexta, palestra com empresa do ramo alimentício objetivou mostrar como funciona uma produção de suínos integrada entre produtores e indústria

A administração municipal está desenvolvendo ações com o objetivo de expandir a suinocultura em Três de Maio. O projeto se encontra em um estágio inicial.
Na manhã da última sexta, por exemplo, na Câmara de Vereadores, a Prefeitura promoveu uma palestra com representantes da unidade de Santa Rosa da indústria do ramo alimentício Alibem.
Hoje, segundo a Inspetoria de Defesa Agropecuária local, há 12 suinocultores comerciais no município, resultando em uma população de 6.145 suínos, e 245 suinocultores para subsistência, que detêm uma população de 881 animais.
Promovida pelas secretarias municipais de Agricultura e de Desenvolvimento Econômico e Turismo, que estão à frente do projeto de incentivo, a palestra teve como objetivo principal mostrar como funciona uma produção de suínos integrada (na fase de terminação do animal, que é quando ele é alimentado até atingir o peso de mercado) entre produtores e indústria.
O papel dos agentes na produção integrada
Além de produtores e outros interessados, estiveram presentes representantes de entidades como o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, o Sindicato Rural, a Emater/RS-Ascar e Funcap, bem como empresas que trabalham na área de projetos ambientais e instituições financeiras.
"Na produção integrada, há uma parceria contratual entre um produtor e uma empresa. A empresa fornece todos os insumos, seja genética, ração, assistência técnica, assistência veterinária, abate, e o produtor entra com os custos da infraestrutura e a mão de obra", explica Daniel Brentano, um dos representantes da Alibem que estiveram no município na sexta.
Em Três de Maio, segundo ele, a Alibem trabalha com 11 suinocultores neste regime. O profissional diz que este campo está sempre em crescimento e que, havendo pessoas interessadas e o perfil correto, "não haveria por que não ter uma expansão no município".
Daniel complementa dizendo que, quando há conversações para o início de uma parceria, é feita uma visita técnica à propriedade, para avaliação da estrutura e verificação do atendimento às normas exigidas, como as ambientais.
Geração de tributos 
e fonte de renda
O coordenador da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Valdir Petter, considerou a palestra como muito positiva para o projeto de incentivo à suinocultura e comenta que também questões como custos de um chiqueiro, despesa mensal no trabalho e quantidade de pessoas envolvidas, entre outros detalhes, foram explicadas ao público participante.
Valdir lembra que municípios próximos de Três de Maio como Nova Candelária e Boa Vista do Buricá têm uma suinocultura forte, e que ela vem a resultar, por exemplo, na geração de tributos.
"Também queremos fomentar a suinocultura como uma renda ou como alternativa de renda para os produtores, para quem considerar ter condições de investir nesta atividade", expõe Valdir.
No momento, a administração municipal está contatando produtores para intermediar uma aproximação entre a Alibem e possíveis interessados em desenvolver a atividade. A vice-prefeita Eliane Fischer acrescenta que uma das situações em que o Município poderá auxiliar os produtores é em obras de infraestrutura nas propriedades, como, por exemplo, serviços de terraplenagem.
O coordenador da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Valdir Petter



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

16/08/2019   |
16/08/2019   |
16/08/2019   |
09/08/2019   |
02/08/2019   |
02/08/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS