Segunda-feira, 20 de novembro de 2017
Ano XXIX - Edição 1484
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Luciana Loro Foletto Lasch

10/05/2013 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Data de nascimento: 10 de setembro de 1969.
Casada com: Marcos Antonio Lasch.
Natural de: Três de Maio.
Filha de: Gemma Mercilda Loro Foletto e Selvino Valandro Foletto (em memória).
Reside em: Três de Maio.
Mãe de: Roggero Marcos (26 anos), Lara Luciana (23 anos) e Ana Vitória (11 anos).
Formação em: Magistério - Colégio Dom Hermeto e Superior Incompleto - Setrem.
Profissão: Comerciante.
Leia-se: Eletrônica Dumel e Primu´s Tur.
Ramo de atividade: Comércio.
O que não pode faltar na empresa: Comprometimento, honestidade
e alegria.
Para trabalhar com você é preciso: Comprometer-se,
ser leal, gentil
e disponível.
Se pudesse mudar de profissão, seria: Motorista.
Jamais poderia trabalhar como: Atendente de bares.
O que mais gosta em seu trabalho: Ajudar a solucionar o problema do cliente, ver e conversar
com pessoas diferentes e o "auê" de todos
os dias.
Para que fins faz uso da internet: Para trabalho e conversar com amigos.
O negócio do futuro é... Todo trabalho feito com dedicação, respeito à vida e a natureza.
Um nome de sucesso: Jesus Cristo.
Queixa como consumidor... A durabilidade do que compramos.
Como você se define: Uma pessoa simples, feliz e trabalhadora.
Que momento da sua vida você escolheria para reviver: A felicidade de ver
pela primeira vez o rostinho dos meus filhos na ocasião dos seus nascimentos.
E que momento você gostaria de apagar: A perda do meu pai em 2006.
Qual a lembrança da sua infância mais marcante: A primeira vez que fui ao cinema com meus irmãos mais velhos,
assistimos o filme "Branca de Neve e os Sete Anões"; comemos um cachorro-quente e tomamos uma Coca-Cola ...
Que habilidades gostaria de ter mas não tem: Mais facilidade com a informática.
O que gostaria de ter sabido antes: Que o tempo perdido é irrecuperável.
O melhor conselho que já recebeu: Não faça para os outros o que não quer que
façam à você.
Um presente que nunca esqueceu: Uma boneca "dorminhoca" aos 5 anos de idade, quando acabara de sair do
hospital na véspera do Natal, eu  havia ficado internada
por 40 dias.
Qual é o seu bem mais precioso: Minha família.
Programa de fim de semana: Qualquer um com a família.
Qual seu hobby: As minhas flores.
Um gosto inusitado: Comer pão de queijo com melado e nata.
Um momento marcante: O dia em que meu marido me pediu em namoro.
Que presente você ganhou que nunca esqueceu: Uma bicicleta Monark, que dividia com meu irmãoTarso Rodrigo,
geralmente eu andava na garupeira agarrada
no assento.
Time que torce: Grêmio.
Pratica atividade física: Caminhadas e Pilates.
Estilo musical: Eclético.
Hábito que não abre mão: Tomar um bom café pela manhã.
Um hábito que quer se livrar: Ser perfeccionista.
Qual a paisagem natural que mais impressiona você: O Rio Uruguai.
Projeto de viagem: Conhecer o Brasil.
Qual a maior virtude de uma pessoa: Honestidade.
O que você não tolera: Falsidade.
Receita de sucesso: Trabalho e gentileza.
Um ídolo: Meu pai.
Um sonho de consumo: Uma casa na praia.
Ponto positivo de sua cidade: Pessoas acolhedoras.
E o negativo: Pessoas que não cuidam dela.
Seus aplausos vão para: Quem se doa ao próximo.
Nota zero para: Todas as pessoas corruptas.
Qual é o melhor exemplo que podemos deixar para nossos filhos? Exemplos de honestidade, respeito ao
planeta, amor ao próximo, aflorar neles os "valores", que temos
um Deus que é pai e amá-los sempre!
Qual é o presente que você ganhou dos seus filhos que mais marcou? Diversos bilhetinhos que faziam quando pequenos, um enorme cartaz de "bem vindos" com muitos balões coloridos quando eu e meu esposo chegamos de uma viagem, e jamais poderia viver sem os beijos e abraços que recebo todos os dias deles.
Qual o conselho que você ganhou da sua mãe que nunca esqueceu? Dar bons exemplos aos meus filhos e levá-los sempre à igreja.
O que é ser mãe para você? Ser mãe é maravilhoso. É um amar que vem de Deus, é amar sem medida, é cuidar, é ensinar os caminhos do bem. É uma tarefa nobre; nem sempre fácil, mas sei que posso contar com a sabedoria de Nossa Senhora e que Deus
me fortalece e encoraja a ser mãe.



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

17/11/2017   |
10/11/2017   |
03/11/2017   |
27/10/2017   |
20/10/2017   |
13/10/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS