Quinta-feira, 29 de junho de 2017
Ano XXIX - Edição 1462
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Lei garante início de tratamento do câncer pelo SUS em até 60 dias

24/05/2013 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Contagem do prazo tem início a partir da inclusão do diagnóstico no prontuário do paciente

Pacientes com câncer deverão ter o início de seu tratamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) assegurado em no máximo 60 dias após a inclusão da doença em seu prontuário. Prevista na Lei 12.732/12, sancionada pela presidenta da República, Dilma Rousseff, a medida entrou em vigor ontem, dia 23. O prazo máximo vale para que o paciente passe por uma cirurgia ou inicie sessões de quimioterapia ou radioterapia, conforme prescrição médica.
De acordo com o Ministério, antes mesmo da vigência da Lei, 78% dos pacientes em estágio inicial da doença têm seu tratamento iniciado em menos de 60 dias, sendo que 52% têm esse direito assegurado em até duas semanas, conforme registros do Instituto Nacional do Câncer (Inca). Para casos avançados, o acesso em até dois meses já ocorre para 79% dos pacientes, sendo 74% destes em até uma quinzena.


Na região, tratamento oncológico pelo SUS é feito no Hospital Vida & Saúde

O Hospital Vida & Saúde de Santa Rosa é referência regional no atendimento a pacientes com câncer pelo SUS, pois conta com o Centro de Alta Complexidade em Oncologia.
Atualmente, são oferecidos o tratamento de quimioterapia e radioterapia, além de cirurgias oncológicas. No centro de oncologia, são atendidas em média 500 pessoas/mês na quimioterapia e 60 pessoas/mês na radioterapia. 
De acordo com o Oncologista Dr. Sérgio Hesler, o tratamento realizado em Santa Rosa é de alto nível. "Tecnicamente nós temos um serviço oncológico com padrão dos melhores centros nacionais, com alto nível técnico e muita qualidade. Uma equipe multidisciplinar qualificada dá todo o suporte necessário para o tratamento que é realizado com quimioterapia injetável, no músculo ou na veia, em comprimido e também radioterapia", informa.


Bloco cirúrgico e cirurgia oncoplástica mamária

O hospital também conta com um bloco cirúrgico, onde são realizados mais de 15 procedimentos cirúrgicos oncológicos diferentes. Segundo o Cirurgião Oncológico, Maurício Romano, a cirurgia oncológica é um dos tripés para o tratamento do câncer, ao lado da quimioterapia e da radioterapia. 90% dos pacientes com câncer passam pelo cirurgião oncológico, seja para o diagnóstico, estadiamento, tratamento cirúrgico ou para o manejo de complicações oncológicas. "O tratamento com um cirurgião oncologista proporciona o diferencial, visando o atendimento personalizado do paciente, em cada uma das etapas, para o sucesso do tratamento".
Conforme Romano, a instituição é referência também em cirurgias oncoplásticas mamárias, ou seja, é realizada a reconstrução mamária imediata, após a retirada do câncer de mama.
A cirurgia oncoplástica vem sendo realizada desde 2010 no hospital. Desde então, já foram realizadas mais de 60 cirurgias oncoplásticas, número muito significativo em todo o Estado, já que são poucos os hospitais que realizam esse procedimento. Cerca de 70% das cirurgias realizadas na instituição foram para usuários do SUS.


Maior incidência é de cânceres de mama e próstata

Conforme o oncologista, dos pacientes atendidos no hospital, os cânceres de mama e próstata são os que apresentam maior incidência na região. Atualmente, o tempo para início do tratamento do paciente com câncer pelo SUS depende do encaminhamento da secretaria de saúde de cada município.



FOTO: DIVULGAÇÃO HOSPITAL VIDA E SAÚDE



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

02/06/2017   |
19/05/2017   |
13/04/2017   |
10/04/2017   |
24/03/2017   |
20/01/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS