Domingo, 23 de setembro de 2018
Ano XXX - Edição 1525
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

A hora da cultura do trigo

03/06/2013 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Comparada ao ano passado, área destinada ao plantio de trigo oscila entre os municípios da região

Depois da safra de verão, o momento agora é das culturas de inverno. Na região, a principal escolha dos produtores é o trigo. Com o clima úmido, propício para o plantio, as primeiras variedades já estão sendo despejadas no solo. No entanto, segundo os escritórios municipais da Emater, as áreas destinadas ao plantio da cultura variam para cada município. 
O levantamento, realizado durante o mês de maio, indica que a mesma deverá ter um incremento de 3,85% em relação ao ano passado, atingindo 1,027 milhão de hectares. Entre as principais regiões produtoras, o maior aumento foi observado no regional de Santa Maria, com 10,10%. Já a região de Ijuí, que detém 30% sobre o total a ser cultivado, deverá aumentar apenas 0,8%. Em Santa Rosa, com 25% da área, o aumento deverá ser de 2,54%. As informações foram coletadas em 268 municípios que cobrem 91% da área a ser cultivada.
No que diz respeito à produção projetada para 2013, esta poderá atingir inicialmente 2,475 milhões de toneladas, ficando 32,64% maior que a safra passada, quando foram colhidas 1,867 milhão de toneladas, segundo o IBGE. Esse aumento é consequência de uma projeção maior para a produtividade inicial, estimada a partir da tendência observada nos municípios ao longo dos últimos dez anos, que fica em 2.409 quilos por hectare contra os 1.941 quilos por hectare obtidos no ano passado, resultando 24,10% a mais.
Em Três de Maio a estimativa inicial é que sejam plantados 9 mil hectares, praticamente a mesma área da última safra. Em Independência, que fechou o último ano com 10 mil hectares, desta vez deve plantar 8 mil ha. São José do Inhacorá e Boa Vista do Buricá estimam aumentar suas áreas. Ambos acreditam que 700 hectares devem ser plantados. Segundo a Emater dos municípios, os dois haviam destinado 600 ha ao trigo na última safra. Só em Boa Vista do Buricá, desde 2011, cada ano apresentou aumento de 50 ha.
De acordo com a Emater de Independência, a diminuição se deve pelo alto custo de produção do trigo hoje. Para alcançar a margem de lucro, pelo menos devem ser colhidos 33 sacas por hectare. No ano passado, a média no município ficou em 40 s/ha. Esta também é a estimativa de colheita para essa safra.
Depois de apresentar quebra de 14,3% na safra anterior, com colheita média de 30 s/ha na maioria dos municípios da região,  devido às chuvas excessivas e à geada, a  estimativa para este ano é colher em média de 45 s/ha.


Tempo colabora para semeadura

Conforme o engenheiro agrônomo da Emater-RS/Ascar de Três de Maio Fábio Karlec, as condições para semear estão sendo propícias em virtude das boas condições de umidade no solo e sem chuvas abundantes que prejudicam a semeadura.


Quais as melhores condições para o plantio? Em que período?

O período de semeadura para o município recomendado pelo zoneamento agrícola para as maiorias das cultivares ( Grupos I e II como por exemplo das cultivares Quartzo, Quamirim, Mirante, Horizonte entre outras pertencentes a esses grupos) vai até 20/06, no entanto o período de semeadura das das cultivares de ciclo mais longo ( cultivares do Grupo III, como por exemplo Bravo, Nova Era, Fenix, etc..), para as quais o período de semeadura é mais antecipado em comparação as restantes encerrou dia 20/05. Esses são períodos onde se tem uma menor probabilidade de perdas em função de fenômenos climáticos e as contições são mais propícia ao desenvolvimento da cultura.


Atenção para plantas daninhas

O engenheiro agrônomo ressalta ainda a importância dos produtores ficarem atentos na dessecação das áreas, pois estão surgindo alguns problemas de plantas daninhas resistentes ao glifosato, como o azevém resistente. "O produtor deve avaliar a possível necessidade de algum graminicida mais específico, dependendo do caso. Um manejo eficiente e adequado das plantas daninhas nas culturas de inverno também facilitará o controle de outras plantas resistentes no verão como a buva, devido à redução do banco de semente", completa.



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

27/07/2018   |
18/05/2018   |
27/04/2018   |
02/03/2018   |
14/07/2017   |
23/06/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS