Domingo, 25 de junho de 2017
Ano XXIX - Edição 1462
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Noivas - os bastidores no salão de beleza

07/06/2013 - Por Yara Lampert
Tweet Compartilhar
O dia do casamento é um dos momentos mais marcantes do casal, principalmente na vida da mulher. Assim, este dia merece atenção especial e é fundamental que a noiva esteja além de bela, muito tranquila para vivenciar este dia tão especial.
O salão de beleza em que a noiva vai se preparar, também faz parte da história do casamento. E os preparativos já iniciam semanas antes do casamento com testes de maquiagem e cabelo. No dia do SIM nada pode dar errado, mas nem sempre é assim. Para falar um pouco sobre os bastidores de noivas nos salões de beleza, a colunista entrevistou o casal de profissionais Clarice e Osmar Boiczuk (Maninho), do Centro da Beleza de Três de Maio. Ao longo dos 24 anos de profissão, o casal vivenciou  inúmeras histórias, algumas de muita emoção, outras engraçadas e até inusitadas.


Vivências do Centro da Beleza
Toda noiva sonha em estar linda no dia do seu casamento, mas até o momento da marcha nupcial, as correrias são muitas; prova de maquiagem,  de cabelo, que às vezes, são  duas, três ou até mais.
Neste dia tão especial, a experiência e o bom humor dos profissionais contratados para este momento conta muito e Maninho e Clarice, além de deixar os noivos bonitos, procuram deixá-los bem descontraídos, afinal a data é inesquecível...
Somente depois de tudo bem revisado, do toque final da cabeleireira, e principalmente da noiva, já que ela é a protagonista deste dia, o casal de profissionais dá por encerrada a missão. Chega então o momento esperado, a entrada da noiva, a marcha nupcial, e todos os olhares sobre ela.

Tirando a tensão
Para descontrair e tirar a tensão da noiva, Maninho diz que faz algumas piadas e até já ofereceu cerveja, drink ou champanhe. A maioria delas aceita. "É pra quebrar a tensão. Todas estão muito nervosas e aí eu entro na história pra acalmar um pouquinho", diz Maninho.


Algumas histórias vivenciadas nestes 24 anos...

Cadê a meia?

Uma vez, um noivo esqueceu as meias e, como já tardava para a hora do casamento, o jeito foi ir de meia emprestada. Maninho salvou a pátria, digo, o noivo, que casou de meia emprestada.

A calça encolheu...
Outro noivo, um pouco mais desastrado, na hora de se vestir percebeu que a calça do terno 'havia encolhido'. Correrias à parte, o jeito foi ir de calça emprestada. A sorte do noivo foi que ele usava o mesmo número de calça do filho do Maninho.

Cadê o buquê?

Já imaginou estar pronta para ir para a igreja, só faltando o buquê, já que geralmente é a último detalhe na composição da noiva. Mas cadê o buquê? A noiva havia esquecido. Depois de um corre-corre danado, tudo ficou resolvido e então a noiva foi para a igreja com o buquê em mãos.

Esqueceram a noiva...
Certa vez, a noiva pronta e linda, e nada de alguém aparecer para buscá-la. Os minutos   passavam, e a noiva cada vez mais nervosa... Na época, não havia celular e conseguir contato com a família e sem saber o que fazer, Maninho se ofereceu para levar a noiva até a igreja, e é claro, ela aceitou. Lá todos aguardavam ansiosos a noiva, só que tinham esquecido de combinar de quem iria buscá-la no salão.

A noiva passou mal...
Certa vez Clarice ficou muito assustada. Ao fazer o teste de cabelo na noiva, a moça começou a passar mal. Foi tudo muito rápido, em questão de minutos ela desmaiou. Maninho, levou a noiva no hospital, e ela ficou em observação. Mais tarde, recuperada, voltou ao salão, fez o teste de cabelo e maquiagem,  e no sábado seguinte se casou maravilhosa.

Quando a emoção é mais forte
Entre tantas emoções e declarações de amor, presenciadas pela equipe do Centro da Beleza, duas em especial, marcaram a equipe.
Uma foi quando o pai acompanhou a filha até o salão de beleza, já que geralmente são as mães que estão com as filhas neste momento tão especial.  Neste caso, todas as honras foram feitas pelo pai da noiva. A emoção foi total, quando antes da noiva estar totalmente pronta, o pai ajoelhou na frente dela, e deu-lhe um beijo e disse que a aguardava na igreja, para ver a noiva a mais linda de sua vida.... a sua filha...`
Outro momento marcante foi quando o noivo fez uma belíssima declaração para a noiva, diante toda a equipe do salão, e ao finalizar a declaração, colocou os brincos na noiva e disse que a aguardava na igreja, para ser sua esposa, para a vida inteira....

Quando a emoção é em família
Clarice revela que além do prazer de preparar o casal neste dia tão importante, inúmeras amizades foram construídas a partir desta relação. Mas nada se compara com a alegria de arrumar as duas noras. Nas duas ocasiões, foi tomada por uma grande emoção. "Foi algo indescritível. Como não tenho filhas, neste momento, senti algo mágico e agora sei o que as mães sentem (no dia do casamento de suas filhas). Então posso dizer, tenho dois filhos e duas filhas", finaliza Clarice.

Além destes fatos citados, ocorrem muitos outros, como vestidos descosturados, muito compridos ou muito justos, mas nada que não tenha sido solucionado a tempo.


Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

16/06/2017   |
09/06/2017   |
02/06/2017   |
26/05/2017   |
19/05/2017   |
12/05/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS