Sábado, 17 de novembro de 2018
Ano XXX - Edição 1533
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Programa do MDA vai desenvolver processos produtivos sustentáveis nas propriedades rurais do Brasil

21/06/2013 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Em Três de Maio, 300 famílias serão selecionadas para participar do programa

Os técnicos da Emater de Três de Maio iniciaram nessa semana a seleção das famílias que serão atendidas pelo Programa Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural. O programa está sendo desenvolvido em todo o País através da Secretaria da Agricultura Familiar (SAF), do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e irá atender 200 mil famílias de produtores rurais que têm como atividade básica a agricultura familiar.

No município serão selecionadas 300 famílias para receberem os benefícios instituídos pela Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Pnater), que deverá ser desenvolvido pelo período de três anos; "O objetivo é orientar as famílias a desenvolverem atividades sustentáveis de produção em suas propriedades, com respeito aos recursos naturais que dispõem", explica o engenheiro agrônomo Fábio Karlec, técnico da Emater/RS-Ascar de Três de Maio, um dos responsável por desenvolver o programa no município.

Conforme previsto pela chamada pública que contratou os serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) - da qual foi responsabilizada a Emater para o Rio Grande do Sul -, o programa deverá ter como referencial a promoção de uma rota crescente de sustentabilidade dos agroecossistemas, combinando a otimização no uso dos recursos naturais (solo, água e revestimento vegetal) e de uso de insumos que gerem qualidade, produtividade e estabilidade da produção com crescimento econômico, geração de renda e conservação ambiental.

Nos três anos de atividades nas propriedades que aderirem ao Programa do MDA, serão desenvolvidas atividades distribuídas em três etapas: o primeiro momento é de orientação e adoção das práticas sustentáveis; a segunda etapa será de monitoramento da eficiência das práticas adotadas no primeiro nível, considerando a substituição de insumos contaminantes e degradadoras do meio ambiente por outros insumos e práticas mais sustentáveis; e por fim, o nível conclusivo deverá ser de aperfeiçoamento das práticas de uso e conservação da agrobiodiversidade, já com avaliação do retorno econômico para as famílias beneficiadas.

Para o desenvolvimento do Programa Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural o MDA está destinando R$ 349.064.635,24. As atividades estão dividas por estados e em cada Unidade da Federação há divisão de lotes. Três de Maio está no lote de número 44, que agrega 26 municípios da Região Noroeste do Rio Grande do Sul, onde 4,9 mil famílias serão assistidas.

Além de Três de Maio - na microrregião, os municípios de Doutor Maurício Cardoso (100 famílias), Horizontina (200 famílias) e Santa Rosa (200 famílias) também estão enquadrados pelo programa. Ao todo, no lote 44 deverão atuar 55 profissionais (49 técnicos; 4 coordenadores e 2 assessores técnicos) e deverão ser aplicados mais de R$ 13 milhões nos três anos. No Rio Grande do Sul serão assistida 20,6 mil famílias.




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

28/09/2018   |
27/07/2018   |
18/05/2018   |
27/04/2018   |
02/03/2018   |
14/07/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS