Quarta-feira, 28 de junho de 2017
Ano XXIX - Edição 1462
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

A importância da relação entre avós e netos

29/07/2013 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Hoje, dia 26 de julho é comemorado o Dia dos Avós, estes que cada vez mais assumem, junto com os pais, a tarefa de educar os filhos-netos

Dizem que os avós são pais duas vezes. Mas pais com menos responsabilidades. Sem as obrigações educacionais de pai e mãe e sem se preocupar com as broncas e limites, os avós, especialmente as vovós, ficam com o lado leve da relação e podem curtir os netos de forma mais permissiva e prazerosa. Por isso, o relacionamento entre avós e netos costuma ser mais leve e divertido. São elas que dedicam mais tempo, amizade, amor e carinho aos netos.

A relação entre avós e netos tem inúmeros benefícios. Ao longo das últimas décadas, no entanto, algumas circunstâncias sociais vêm redesenhando o lugar que as avós ocupam na família. Com a conquista cada vez maior do seu espaço, a mulher está no mercado de trabalho, e na maioria das vezes, sem contar com uma estrutura para cuidar de seus filhos, recorre à mãe para ajudá-la nessa tarefa.

Outras avós assumem praticamente a "voternidade", se dedicando a criação quase integral de seus netos. Isso nos casos em que adolescentes ou jovens adultos têm filhos e continuam morando na casa dos pais. Para eles, é difícil assumirem a paternidade ou maternidade dos filhos, sendo ainda tão jovens, engajados em seus projetos de estudo e de formação profissional e muito dependentes dos próprios pais.

A voternidade é uma reedição muito melhorada da maternidade. Claro que não existe um modelo pronto de avó ideal. Mas, definitivamente, depois de filhos criados, ter um bebê ou uma criança na família é tudo de bom. Porque o que conta mesmo no caso da "voternidade" é o "açúcar" extra que vai na relação com os netos.

O vínculo afetivo entre avós e netos é indiscutível. Vovôs e vovós são sábios porque tem certeza de que além de ensinar, podem aprender muito com seus netos. Hoje, dia 26 de julho, é a data dedicada ao Dia dos Avós. Celebrar o Dia dos Avós significa celebrar a experiência de vida, reconhecer o valor da sabedoria adquirida, não apenas nos livros, nem nas escolas, mas no convívio com as pessoas e com a própria natureza.



O cuidado com o neto desde os primeiros instantes de vida

Luiz Antônio Gehm, sete anos, é um neto privilegiado. É o primeiro e único neto dos avós paternos, Luiz e Edilce Gehm, e da avó materna Sônia Fontoura Pereira e do avô materno Adão Antônio Pereira (em memória).

Desde os primeiros meses de vida, ele se revesa entre o cuidado na casa dos avós para que os pais possam trabalhar. Cresceu rodeado do carinho das vovós e vovôs, que sempre lhe encheram de amor, mimos e muita proteção.

Nesta relação de proximidade e confiança, as avós ajudaram a trocar as primeiras fraldas, a dar as primeiras mamadeiras, as primeiras papinhas, viram os primeiros passinhos e ouviram as primeiras palavras. Elas compartilham com os pais, a felicidade em vê-lo crescer com saúde e se tornar uma criança inteligente e feliz. Assim como os pais, os avós estão muito presentes na vida do pequeno.

Hoje, embora mais crescido, ele continua o neto amado e mimado das vovós, que cuidam dele nas segundas, quintas e sextas-feiras, à tarde, quando Luis Antönio não tem aula. Nos sábados e domingos também é tradicional o encontro das famílias.

A afetividade entre eles é cada vez mais forte e para a saúde das vovós é fundamental. É a presença e o carinho do pequeno que as ajuda enfrentar o dia a dia com mais disposição e força de vontade. 

Um exemplo foi em 2010, quando a avó materna teve problema cardíacos, e agora este ano, quando a avó paterna está se tratando de um câncer de mama. Ambas são unânimes em dizer que o amor que sentem, e que é recíproco pelo neto, as ajuda superar estes problemas de saúde e lutar pela vida. 

E como boas vovós que são, torcem para que no futuro, tenham mais netos na família para continuar cuidando, amando e mimando. Como elas dizem, "os pais educam e os avós deseducam", brincam.


"Temos sorte de conviver com nossas avós, duas mulheres batalhadoras, que nos ensinaram muitos valores"

Raquel e Rafael Konrad, 28 e 27 anos, respectivamente, são netos orgulhosos de suas avós, que esbanjam saúde e alegria. Noemia Konrad, de 70 anos, e Elsa Godoi, de 65 anos, são viúvas e moram em Três de Maio. 

A neta conta que elas são diferentes fisicamente, mas muito parecidas no jeito de ser. Gostam de dançar (frequentam bailes como ninguém em Três de Maio), participam de ações na comunidade, salão paroquial e associações dos bairros e colecionam amigas e amigos. "São superativas! Acho que é por isso que eu e o Rafa saímos assim: felizes, despachados e festeiros!", brinca Raquel. 
As duas vovós têm cinco filhos. A Noemia tem 13 netos, e a Elsa oito. Todos são mimados da mesma forma. "Sabe como é, avó é como uma segunda mãe, no entanto xinga pouco e agrada mais", revelam.

Os netos contam que tem lembranças bacanas das duas. "Épocas como Natal e Páscoa são mais marcantes, principalmente porque até hoje a gente espera o nosso saquinho repleto de chocolates variados, outros doces e guloseimas. Não falha nunca!", declaram. 

Outra coisa marcante de ambas, relatam Raquel e Rafael, são as delícias que só elas sabem fazer: cucas dos melhores sabores, bolachas pintadas divinas, além de um bom strudel, este último especialidade da vó Noemia. Por isso, eles afirmam que têm sorte de conviver com as avós. "Elas são duas mulheres batalhadoras, porque enfrentaram muitas dificuldades na vida, sempre de cabeça erguida, com coragem e determinação. Além disso, elas nos ensinaram que honestidade e persistência são os princípios que devemos levar para toda a vida".

Raquel e Rafael completam que serem recebidos com um sorriso no rosto, um abraço apertado e, claro, com as guloseimas das vovós são momentos que querem vivenciar por muitos e muitos anos. "E elas têm saúde de sobra para nos presentear com a alegria de viver que só elas possuem. Amamos vocês vovós!", finalizam.


Fotos



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

13/04/2017   |
31/03/2017   |
03/03/2017   |
17/02/2017   |
17/02/2017   |
10/02/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS