Quarta-feira, 23 de agosto de 2017
Ano XXIX - Edição 1471
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Obstáculos...

05/08/2013 - Por Marcos Salomão
Tweet Compartilhar
"Obstáculos são aquelas coisas assustadoras que você vê, quando desvia os olhos de suas metas"- dizia o pai do automobilismo, Henry Ford.

Sim, a vida nos apresenta, constantemente, obstáculos. Não há como escapar disso. Sempre existirá uma luta para você se entregar, uma barreira a vencer, um desafio a aceitar, um momento para pensar e decidir...

Somos humanos e temos nossa existência dividida em ciclos. Entre um período e outro, surge uma calmaria, algo transitório. Quando então achamos que a vida está calma, pacata, surgem os obstáculos...

Necessariamente teremos que tomar várias decisões durante a nossa jornada, em razão das circunstâncias criadas ou das circunstâncias que nós mesmos criamos. Os obstáculos surgem então, e servem para testar nossa capacidade de crescimento, de superação.

Se não existissem os obstáculos, não teríamos desafios e se não tivéssemos desafios, teríamos então pouca motivação, e sem motivação estaríamos fadados a ficar inertes, sem vontades e sem paixões...

Até a mais nobre de todas as paixões, perto de se transformar em um amor com sentimentos profundos, nos trará, em algum determinado momento, um desafio, uma escolha, uma pergunta...

Não enfrentar os desafios, não superar os obstáculos, não lutar por algo que seja necessário para você, acabará lhe trazendo a derrota, a dor e a frustração...

Enfrentar e não vencer é nobre. Desistir antes de tentar não...

A vida nos derrubará várias vezes e o diferencial estará naqueles que terão a coragem de levantar mais e mais vezes, sem ter o medo de cair de novo.

Aprendemos com nossos erros e quem não erra, não tem experiência suficiente para ensinar.

A teoria da vida é linda para quem a lê em uma história em quadrinhos ou em poemas e versos cantarolados ao som de uma cachoeira de água pura e cristalina...

Já a prática da vida, a vida vivida, é composta por acordes que desconhecemos e que compõem uma música, que aprendemos a dançar durante um baile que chamamos, exatamente, de vida...

Na única vez que estive em Buenos Aires vi várias faixas estendidas na Praça de Maio em um movimento denominado Mães da Praça de Maio. Durante o período da Ditadura Militar algumas famílias contrárias ao regime tiveram seus filhos retirados de sua guarda e entregues para adoção. Até hoje as mães se reúnem na praça para relembrar este trágico momento vivido. Elas ainda buscam notícias de seus filhos...

A faixa mais marcante, para mim, dizia: "A única luta que se perde, é aquela que se abandona e não está em nossas mentes".

Portanto, nunca desista dos seus sonhos, mesmo que entre o dia de hoje e a realização deles, existam obstáculos...

Pois os obstáculos foram feitos para serem vencidos.

Boa sorte !




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

17/04/2015   |
13/04/2015   |
13/04/2015   |
27/03/2015   |
20/03/2015   |
13/03/2015   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS