Sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
Ano XXX - Edição 1541
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

27/07/2012 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO  -  NÃO É SÓ EDUCAÇÃO  - Evidentemente, sempre se realça a importância da educação. Sobretudo, quem é da área. Como educador aposentado vou apreciar e valorizar, até meus derradeiros dias,  a educação. E nem poderia ser diferente. Mas também é preciso convir que paralelamente tem haver as oportunidades de trabalho. Vejamos o caso da Espanha: profissionais bem formados não têm oportunidade de trabalho no seu país - o desemprego está em torno de 50% . É, pois, de suma importância o desenvolvimento econômico do município, do estado e do país. No dia em que não houver  trabalho, a educação perde a sua razão de ser. Ao redor do mundo, o fantasma do desemprego está rondando.

DEPOIS QUE O LIMÃO ESTÁ EXPRIMIDO, NÃO ADIANTA APERTAR MAIS. MAS CONTINUA VALENDO O VELHO DITADO: FAÇA-SE DO LIMÃO UMA LIMONADA.

É JUSTO PESSOAS DE IDADE NÃO RECEBER OS PRECATÓRIOS A QUE TÊM DIREITO E NÃO RECEBER ATENÇÃO RÁPIDA DO JUDICIÁRIO EM SUAS PETIÇÕES?

ANALISE BEM - "Os fatos políticos parecem indicar que o ciclo político da redemocratização está se esgotando, fato iniciado em 1985. Os sintomas estão aí para qualquer um ver a não ideologização dos partidos políticos no Brasil. Os seus programas são meros desejos, que poderão ser esquecidos, em estapafúrdios acordos partidários". Analise maduramente e vai concordar que é a realidade do nosso tempo.

DIGNIDADE - Como usam mal essa palavra. Veem dignidade em tudo o que o governo faz, inclusive, no assistencialismo praticado. Dignidade existe, quando o cidadão tem oportunidade de trabalho e de sobrevivência.

"O FATOR EDUCAÇÃO TERÁ DE SER VISTO COMO O MAIS IMPORTANTE DE TODOS NA CONSTRUÇÃO DE UM PAÍS MAIS JUSTO". A frase é da escritora gaúcha Lya Luft.

QUE MERCOSUL É ESTE?  -  Que isola o Paraguai, um dos fundadores do Mercosul, e  abre as portas para a "democrática" Venezuela, do falastrão Hugo Chávez? Onde a Argentina está substituindo o Brasil pela China nas importações? O Brasil precisa ser menos ingênuo e ser mais pragmático dentro do Mercosul.

A CHIADEIRA MEXEU - E os protestos de produtores rurais, bem como a pressão dos empresários, mexeram  com os governantes. O governador do Estado e a presidente da República se sensibilizaram com a difícil situação econômica do momento. E não era para menos. É de dar dó a situação dos suinocultores, de muitos produtores de soja e milho. Finalmente, vieram a lume pacotes de desoneração fiscal,  com medidas tributárias, no Estado, e o Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento abriu o saco de bondades, para amparar a suinocultura, que está se afogando por falta de mercado e preços compensadores. O setor primário merece todo apoio, porque indo bem o setor agropecuário, o resto vai bem.

TRÊS OPÇÕES: Para resolver o problema da suinocultura, há três opções: 1 - consumir mais carne de porco; 2  - exportar mais e 3 - criar menos suínos. Qual a melhor opção? A questão é preço.




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

18/01/2019   |
11/01/2019   |
21/12/2018   |
14/12/2018   |
14/12/2018   |
07/12/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS