Sexta-feira, 26 de maio de 2017
Ano XXIX - Edição 1458
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Adesão parcial a greve nas escolas de Três de Maio e região

02/09/2013 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Cpers/Sindicato deflagra greve por tempo indeterminado


Enquanto algumas escolas paralisaram
as atividades, em outras como a Escola Estadual
Castelo Branco a adesão foi parcial


Os trabalhadores estaduais da educação decidiram entrar em greve por tempo indeterminado. A decisão foi tomada em Assembleia Geral  do Cpers/Sindicato realizada, na tarde da última sexta-feira, no auditório Araújo Vianna, em Porto Alegre. 
Conforme a diretora do 35º Núcleo do Cpers/Sindicato, Vera Maria Lessês, a categoria reivindica o pagamento do piso salarial para professores, hoje com valor de R$ 1.567,00 para uma jornada de 40 horas semanais. "Entre as reivindicações também estão: a criação de um piso salarial (com o mesmo valor do piso dos professores) para os funcionários de escola, a regularização das promoções e a suspensão da reforma do ensino médio", informa.
Vera afirma que o 35º Núcleo do Cpers/Sindicato conta com grande adesão da categoria. "Continuaremos discutindo com a comunidade escolar buscando o apoio à greve, fortalecendo as ações e a denúncia da reforma do Ensino Médio", ressalta.

No Instituto Cardeal Pacelli, paralisação foi praticamente
total e as salas continuavam vazias até ontem

No município de Três de Maio, aderiram a greve nesta semana o Instituto Estadual de Educação Cardeal Pacelli, Escola Estadual Professora Glória Veronese, Escola Estadual São Francisco, Escola Estadual Senador Alberto Pasqualini, Escola Estadual Progresso. Na Escola Estadual Castelo Branco a adesão foi parcial.
Segundo a diretora, nos demais municípios como Alegria, Horizontina, São Martinho e Boa Vista do Buricá a adesão foi parcial. Já os educadores de Dr. Mauricio Cardoso, São José do Inhacorá, Independência e Nova Candelária não deflagraram greve.
Na quarta-feira, os trabalhadores em educação de todo o Estado realizaram um Ato Público Estadual, em Porto Alegre, com saída em frente à sede do Cpers/Sindicato com caminhada até o Palácio Piratini, como forma de pressionar o Governo a negociar a Pauta de Reivindicações com o Sindicato. 
Além disso, estão sendo organizadas mobilizações regionais para hoje, dia 30 de agosto - Dia de Greve Nacional, em frente às Coordenadorias Regionais de Educação (CRE). O 35º Núcleo fará manifestação em frente a sede da 17ª Coordenadoria Regional de Educação.
Nesta sexta-feira, em todo o País, as centrais sindicais convocaram Greve Nacional, com objetivo de pressionar o governo federal para que atenda as reivindicações dos trabalhadores.
A pauta de reivindicações dos sindicalistas inclui redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais sem redução salarial, rejeição ao projeto de lei que regulamenta as terceirizações, fim do fator previdenciário, 10% do Produto Interno Bruto para a educação, 10% do Orçamento da União para a saúde, melhoria do transporte público, valorização das aposentadorias, reforma agrária e suspensão dos leilões de petróleo, entre outros.

FOTOS EDERSON RAMBO



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

23/09/2016   |
05/02/2016   |
04/12/2015   |
30/10/2015   |
19/06/2015   |
05/06/2015   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS