Terça-feira, 21 de maio de 2019
Ano XXX - Edição 1558
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

16/09/2013 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO  -  SER MODESTO E EDUCADO  não está com nada. É preciso ser metido e arrogante. O sujeito modesto é que nem a flor de abacate. Não cheira e não aparece. Se é para ser flor, tem que ser rosa. Colorida, cheirosa. Se é para ser espinho, não adianta o espinho da roseira, tem que ser unha de gato. Fiquem atentos no dia a dia e verão que é assim que as pessoas modestas e educadas são tratadas. Esquecidas. Relegadas. Escanteadas. Quem tem berrante e não usa da boa educação e das boas maneiras, sobe no conceito dos maus observadores. O humano modesto é empurrado para a última fila. A truculência pisa em cima dele. Ele vai para o ostracismo. Se quiserem aceitar conselho, façam a experiência e verão que nisso não vai nenhum equívoco ou exagero. Ou porventura acham que uma menina silenciosa,  pouco falante, terá alguma atenção? Ou, quiçá, um menino inteligente, mas  introvertido, mas mal vestido terá a atenção de alguém? Vale a mesma coisa para  adultos, idosos e quejandos.
FRASISTA GAÚCHO: "Já temos a minicrise e o pibinho, agora vem aí a minirreforma política. Entramos, definitivamente, na era nano". É do senador gaúcho, Pedro Simon, a beleza de frase. 
A PRESIDENTE DILMA NÃO AGUENTA FAZER REUNIÕES COM PARLAMENTARES. Por que será? E já bateu de frente com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. 
OS MÉDICOS CUBANOS SERVIRÃO À DITADURA DE HAVANA, NÃO AO BRASIL. 
PUXA!  -  "A população produz, gera emprego e renda nos municípios. Só que os tributos saem de avião, graúdos, e retornam esquálidos, anêmicos, no ritmo da viagem de uma carroça". O presidente da Famurs, prefeito Valdir Andres, não exagera quando diz ou escreve esta frase.
PURA VERDADE  - Nenhum ente federado tem um contato tão próximo com a realidade cotidiana da população como os municípios. 
CONSUMO CAI  -  Depois de um rompante de otimismo - PIB subiu 2,1% em junho -  anuncia-se que o consumo recua e indústrias pisam no  freio. É que o consumo está caindo. A produção caiu 2% de junho para julho. A indústria automotiva foi um dos destaques do período. De resto, isso era sabido, porque, encerrado o período da desoneração fiscal, só poderia cair o interesses dos consumidores por automóveis. A tendência, no segundo semestre de 2013, é de desaceleração da economia, exceto que surjam novos ingredientes. 
"O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer."(Albert Einstein).
LIXO TEM QUE DOER NO BOLSO  - Estão surgindo legislações como o Lixo Zero no Rio de Janeiro ou o Código de Limpeza Urbana de Porto Alegre, onde jogar um papel de bala no chão custa ao bolso do desavisado R$ 263,82. No Rio, a multa reduziu em 34% a quantidade de sujeira.
UM GRANDE EX-COLEGA  - Quando volto sobre o tempo para 1960 e 1961, reencontro na juventude o hoje escritor e terapeuta holístico, Carlos Afonso Schmitt. Agora, residente em Três de Maio, onde me acampo desde dezembro de 1961, volto a revê-lo esporadicamente. Escreve adoidado e numa fornada lançou o 75° e 76% livros. Grande figura humana!  
O G-20 DE SÃO PETERSBURGO decidiu a implantação de um plano para fomentar o crescimento econômico e gerar maior quantidade de postos de trabalho. Uma puxa a outra. 




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

17/05/2019   |
10/05/2019   |
04/05/2019   |
26/04/2019   |
12/04/2019   |
05/04/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS