Sábado, 17 de novembro de 2018
Ano XXX - Edição 1533
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Uma data especial: Dia do Idoso

07/10/2013 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
*Daniele Vilela Leite

Pense em alguém da sua família que tanto ama, que sempre cuidou de você; uma pessoa que, quando você dizia 'estou com fome', buscava imediatamente algo da 'padaria'! Lembra-se daquele que brincava com você, sentava ao chão e ainda permitia se sujar e rolar com você na lama? Se você se lembrou de seus avós, é porque teve uma infância maravilhosa, bem divertida!
Comemoramos neste início de outubro o 'Dia do Idoso'. A chegada à terceira idade traz consigo muitas mudanças. O envelhecimento, apesar de ser um 'processo natural', em muitos casos não é fácil de ser aceito. Alguns idosos enfrentam limitações físicas e mentais, o que pode levá-los ao desânimo e até mesmo à depressão, pois eles se sentem 'inválidos' e acreditam que não têm mais 'valor' para seus familiares. Com a aposentadoria, a pessoa afasta-se do trabalho, deixando de fazer, em muitos casos, aquilo que sabe de melhor, ou ainda, aquilo de que mais gostava. Nessa fase, é muito comum a reflexão sobre a perda, o que leva o idoso a pensar sobre a chegada da morte.
Mas os idosos têm o direito de serem tratados com todo respeito, pois eles desenvolveram uma grande experiência de vida, independente do grau de instrução. Muitos não sabem nem escrever seu próprio nome, mas são donos de um conhecimento sem igual. Devemos respeitá-los e valorizá-los, pois foram eles que com seu trabalho, paciência e conhecimento, construíram nosso presente.
Hoje, felizmente, houve muitas melhoras no cuidado com nossos 'velhinhos'. Eles conquistaram vários benefícios, como prioridade em filas e atendimentos; isenção de pagamento de transporte coletivo; vagas diferenciadas em estacionamentos; descontos em diversas atividades como cultura, esportes e lazer e o direito de adquirir algumas medicações em postos de saúde.
Aceitar o envelhecimento com naturalidade é a melhor coisa que podemos fazer, pois, assim, saberemos lidar com as limitações e restrições que chegam com a idade. É preciso também encarar a terceira idade com otimismo, pensando que, depois de ter trabalhado muito e criado seus filhos, o idoso agora pode usar seu tempo para realizar sonhos e desejos adiados. É o momento em que poderá realizar atividades prazerosas, como cuidar dos netos;viajar; desenvolver outras habilidades; conhecer pessoas etc.
A família deve aceitar, incentivar e permitir a realização dessas atividades. Proporcionar ao idoso caminhadas diárias, exercícios ao ar livre e brincadeiras com os netos são ótimas formas de exercitar o físico.Mas a mente do idoso também deve ser exercitada. Uma boa conversa, leituras agradáveis, quebra-cabeças e participação em grupos de terceira idade são práticas que estimulam e dão prazer ao idoso.
Lembre-se: os idosos merecem nosso amor, respeito, carinho e atenção. Devemos tratá-los da melhor forma possível, pois eles já passaram por muitas fases na vida; fases boas e más e, por isso mesmo, acumularam muita experiência e têm lições de vida.
Vamos cuidar dos nossos idosos da melhor forma possível. Não nos esqueçamos de que um dia também iremos envelhecer!

* Daniele Vilela Leite
é orientadora educacional na empresa Planeta Educação (planetaeducacao.com.br), com grande experiência em trabalhos relacionados à Educação.




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

09/11/2018   |
19/10/2018   |
11/10/2018   |
05/10/2018   |
28/09/2018   |
21/09/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS