Quarta-feira, 16 de janeiro de 2019
Ano XXX - Edição 1539
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

A Coluna do J

08/11/2013 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
COMEÇA A SER PLANTADA a lavoura de soja. Dizem que agricultura há muito tempo é a locomotiva que impulsiona o desenvolvimento do Estado. Se a agricultura é a locomotiva que empurra ou que puxa o RS, com certeza a soja é o motor dessa locomotiva.
FALTAM MENOS de 8 meses para a Copa do Mundo. Que vai custar bilhões de reais para um País com tantas outras prioridades. Com a chegada de milhares de turistas, os preços de muitos produtos e serviços vão disparar. Aumento que certamente todo o povo vai pagar. Inclusive quem não vai assistir nem pela televisão.
DEU NO JORNAL: Câmara aprovou a criação de 1.400 cargos em CCs  para o Ministério Público da União. Vão custar no primeiro ano 4,9 milhões de reais, no segundo mais de 8 milhões e no terceiro cerca de 12 milhões. E por aí vai. E eu aqui na praça dando milho aos pombos.
NA BATUTA do prefeito de Santo Ângelo, Valdir Andres, os municípios começam a se rebelar com a falta de respeito dos governos do estado e federal para com os municípios. Cansados de andar com o chapéu na mão mendigando nos gabinetes de Porto Alegre e Brasília, os prefeitos se mobilizam.
FINALMENTE uma boa notícia vinda de Brasília. A presidente Dilma sancionou a lei que dificulta a criação de novos partidos. Antes tarde do que nunca. Melhor que isso, só uma lei que reduzisse os atuais 32 partidos, para 4 ou 5. Mas aí é pedir ética e seriedade de quem não tem.
A LEI QUE MULTA quem joga lixo na rua que começou no Rio de Janeiro está se espalhando pelo Brasil. Deveria ser estendida para todos os municípios. O que tem de pessoas com o perdão da palavra "relaxadas" por aí não está no gibi. Algumas ruas em alguns locais são verdadeiras lixeiras.
TAMBÉM chama a atenção a falta de consciência de cidadã. Será que as pessoas não podem manter limpo pelo menos o passeio em frente a sua casa ou de seu terreno baldio? Sem falar no próprio terreno. Em alguns locais é uma vergonha. Aí eu me pergunto, será que o morador não se sente envergonhado? A limpeza do passeio pode até ser uma atribuição do poder público. Mas convenhamos, não custa nada manter a frente de sua casa limpa. Temos que aprender a ser cidadãos de verdade. Não de meia pataca.
O PREÇO DA Erva Mate está mais amargo do que o produto. O preço mínimo já passa dos 10 reais. Mais caro que o quilo de carne e muito mais caro do que o quilo do arroz, da farinha e do feijão, por exemplo. As ervateiras culpam a escassez da matéria-prima. Mas quem garante que é isso mesmo? Será que não é especulação? Quem fiscaliza?
UM BOM FIM DE SEMANA, uma boa pescaria (dentro da lei), curtindo a sonzeira do Black Sabbath.


Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

23/12/2016   |
16/12/2016   |
12/12/2016   |
02/12/2016   |
25/11/2016   |
18/11/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS