Segunda-feira, 20 de novembro de 2017
Ano XXIX - Edição 1484
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Perfil

25/11/2013 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Nome: Robson Jardel Schwarzer
Idade: 25 anos.
Casado com: Tatiana Dallavechia.
Natural de: Humaitá- RS.
Reside em Três De Maio há 4 anos e meio.
Filho de: Sérgio Schwarzer (em memória) e Lúcia C. Schwarzer, 47 anos.
Formação em: Designer de Móveis - Senai - SM.
Profissão: Projetista.
Leia-se: Projetart Ambientes Planejados.
Se pudesse mudar de profissão, seria: Aviador.
Jamais poderia trabalhar como: Caminhoneiro. 
O que mais gosta em seu trabalho: A transformação dos ambientes,
e satisfação de ver clientes com sonhos realizados.
Para que fins faz uso da internet: Trabalho, pesquisas e lazer.
Como você se define: Amigo pra todas as horas, batalhador.
Que momento da sua vida você escolheria para reviver: Últimos momentos com meu pai.
E que momento você gostaria de apagar: O acidente que vitimou meu pai.
Qual a lembrança da sua infância mais marcante: Jogos de futebol
no final da tarde.
Que habilidades gostaria de ter mas não tem: Jogar futebol.
O que gostaria de ter sabido antes: O valor dos sentimentos.
O melhor conselho que já recebeu: Viver todos os dias como se fosse o último.
Um presente que nunca esqueceu: Carrinho de madeira
feito pelo meu avô.
Qual é o seu bem mais precioso: Minha família e minha mulher.
Programa de fim de semana: Descansar e passear. 
Qual seu hobby: Motos.
Um momento marcante: Inauguração da minha empresa.
Time que torce: Grêmio.
Pratica atividade física: Caminhada.
Estilo musical: Gaúcha, sertaneja.
Hábito que não abre mão: Churrascos do sogro no domingo.
Um hábito que quer se livrar: Nervosismo.
Qual a paisagem natural que mais impressiona você: Cataratas do Iguaçu. 
Projeto de viagem: Veneza, Itália. 
Qual a maior virtude de uma pessoa: Honestidade acima de tudo.
O que você não tolera: Falsidade. 
Receita de sucesso: Honestidade, fé, foco, força e trabalho.
O negócio do futuro é: Trabalhar, com honestidade e comprometimento.
Um nome de sucesso: Francisco Back (meu tio).
Um sonho de consumo: Casa no campo.
Ponto positivo de sua cidade: Receptividade.
E o negativo: Estacionamento e falta de qualidade das ruas.
Seus aplausos vão para: As iniciativas em prol da melhoria da educação. 
Nota zero para: Corrupção e falta de caráter.



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

17/11/2017   |
10/11/2017   |
03/11/2017   |
27/10/2017   |
20/10/2017   |
13/10/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS