Sexta-feira, 18 de agosto de 2017
Ano XXIX - Edição 1471
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Saúde das unhas

02/12/2013 - Por Yara Lampert
Tweet Compartilhar
Na última edição, do dia 22, abordamos a beleza das unhas, porém, não haverá beleza se a saúde das unhas não prevalecer. As unhas das mãos e dos pés estão constantemente expostas a fungos que podem causar infecções como a micose de unha, comprometendo a saúde e sua aparência, além de causar constrangimentos. Devido a esta importância, a coluna tira as principais dúvidas.

O que é micose de unha?
A micose de unha é o nome popular da onicomicose. Trata-se de uma infecção causada por fungos que desfigura e, muitas vezes, destrói por completo a unha. Os fungos, uma vez alojados, crescem e se alimentam da queratina, a proteína que compõe a superfície das unhas, causando a mudança na aparência.

Como se contrai essa infecção?
A contaminação por esses fungos geralmente está relacionada a fatores externos, pois os fungos causadores do problema crescem em ambientes escuros, úmidos e fechados. Como exemplo de situações favoráveis ao aparecimento da micose de unha, pode-se citar o uso contínuo de sapatos fechados e apertados, higiene inadequada e situações que impeçam a respiração das unhas. O contato com o fungo em ambientes como vestiários, praias e piscinas também pode levar ao problema.

Como posso reconhecer uma micose de unha?
De maneira geral, esse tipo de micose faz com que a unha fique amarela ou marrom, grossa e de tamanho aumentado. Outro sintoma muito comum é o mau cheiro, proveniente dos resíduos acumulados debaixo da unha, especialmente nas laterais e nas dobras. A observação das unhas é importante, mas o dermatologista deve ser consultado para o correto diagnóstico.

A unha com micose pode vir a cair?
Sim. A micose é uma infecção que persiste por muito tempo. Quando não tratada, a unha pode esmigalhar-se gradualmente e cair ou ficar tão grossa que o dedo do pé afetado passa a provocar incômodo ou dor dentro dos sapatos.

Nos pés, quais são os dedos mais atingidos?
Existe uma probabilidade maior das unhas do hálux (dedo maior) e do dedo mínimo (menor) desenvolverem os fungos que causam micose. Não há comprovação científica, mas podemos associar a maior frequência de casos nestes dedos pelo fato de estarem constantemente expostos aos traumas da fricção das laterais dos sapatos.

Os fungos também podem afetar as unhas das mãos?
Sim, elas ficam amarelas e fracas, podendo rachar e quebrar. Com o tempo elas podem até cair.

Pode haver transmissão de fungos entre unhas?
Sim. A micose de unha pode se espalhar, o que eleva a atenção que se deve ter com alicates e lixas. Nos pés, simples situações como caminhar descalço na chuva ou em vestiários podem ocasionar a contaminação e a proliferação do fungo causador da micose. Por isso, é muito comum a doença em pés de atletas.

Que prevenções podem ser tomadas para se evitar a micose da unha?
- Evite andar descalço em vestiários e pisos úmidos;
- evite o uso de meias de tecido sintético;
- troque de meias diariamente;
- mantenha uma boa higiene;
- não divida toalhas, luvas e calçados com outras pessoas;
- não permaneça muito tempo com o mesmo calçado (é indicado não usar por dois dias seguidos);
- coloque os calçados para arejar após o uso;
- mantenha as unhas dos pés sempre aparadas;
- utilize apenas acessórios esterilizados ao frequentar a manicure e pedicure.

Ao notar os sintomas, qual profissional de saúde devo procurar?
O dermatologista é o profissional mais indicado. É ele quem irá examinar as unhas afetadas e dar o diagnóstico correto. O tratamento é longo, por isso, quanto mais cedo começar a tratar o problema, melhor.

Sendo o tratamento longo, qual a melhor opção em medicação?
Para cada caso, tem-se um tratamento específico, mas a princípio, o tratamento pode durar cerca de 6 a 8 meses, daí a necessidade de um produto que combine custo-benefício e comodidade de aplicação, como o cloridrato de amorolfina, que requer apenas uma aplicação semanal. Costuma agradar ao público masculino, por ser incolor e sem brilho, e às mulheres, por permitir a aplicação de esmalte cosmético posteriormente. Um único frasco permite tratar por 6 meses até 3 unhas acometidas pela doença, tempo mais do que suficiente para se livrar da micose.
Importante: Os fungos (micose) também afetam muito as pessoas mais velhas que sofrem de diabetes, têm problemas de circulação ou um sistema imunitário enfraquecido. Aparecem mais frequentemente nas unhas dos pés. Uma vez demonstrado a infecção, ela deve ser rapidamente tratada. 

Fonte: www.corpoacorpos/belezaesaudedasunhas



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

18/08/2017   |
11/08/2017   |
04/08/2017   |
28/07/2017   |
21/07/2017   |
14/07/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS