Terça-feira, 12 de dezembro de 2017
Ano XXIX - Edição 1487
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

O pior Inter de todos os tempos...

02/12/2013 - Por Marcos Salomão
Tweet Compartilhar
Me atrevo a escrever sobre futebol. Sim, todos nós temos opiniões sobre time, clube, escalação e jogadas. O Brasil respira futebol. Sempre foi assim. O ano começa e termina e sempre somos bombardeados por notícias sobre futebol. Aqui no Sul então, nem se discute, o cidadão tem que ter time. É algo quase que ligado a alma da pessoa. "Para quem tu torce?"- é uma pergunta normal no Estado.
Porém quando o time não vai bem, nem dá vontade de falar sobre o assunto. É o caso do Inter neste ano, meu time.
É triste o torcedor ter que olhar a tabela de classificação de baixo para cima. Um absurdo para um clube que contratou jogadores caríssimos com salários milionários e não consegue vencer algumas equipes que se arrastam como matungos em meio ao banhado. O Inter deste ano é uma vergonha!
Alguns jogadores ganham aproximadamente meio milhão de reais por mês e não se sentem motivados. Ora, com um salário destes qualquer pessoa normal estaria motivada, envolvida com seu emprego.
Troca-se treinador, muda-se a escalação, altera-se o uniforme e nada adianta. Então a culpa é a falta de estádio. Que barbaridade! Com um elenco de milhões reclamar que não estão jogando em casa ? Por favor ! Ganhando salários astronômicos deveriam jogar bem em qualquer gramado ou areião, afinal, este é o emprego que escolheram: jogar bola.
A vergonha não é pior, porque o clube ainda não está na terrível zona do rebaixamento. Mas falta pouco. Talvez só não esteja lá, ainda, porque alguns meninos das categorias de base assumiram posições no time principal e estão correndo em dobro: por eles e pelos mais velhos.
A equipe parece um grupo de ex-atletas. Veteranos. Alguns caminham em campo normalmente, despreocupados, enquanto o torcedor agoniza do outro lado.
Deveria existir uma regra que, caso o clube fosse rebaixado, seus jogadores deveriam no ano seguinte, independente do clube que fossem jogar, disputar a segundona. Neste caso, existiria uma vontade maior de não "cair", pois os salários diminuiriam naturalmente. Mas isso não existe e muitos jogadores quando percebem que o time corre o risco de rebaixamento já começam a conversar com outros clubes, abandonando o barco.
O Inter deste ano, com seu elenco milionário não venceu o Náutico, não venceu o Bahia, perdeu muitas partidas jogando em casa e não demonstra reação alguma. Ao final de cada jogo, uma sonora vaia no estádio já virou rotina. Uma vergonha para um clube que pretende se apresentar como um grande clube que sediará jogos da Copa do Mundo. Pior que isso, será inaugurar o Beira Rio disputando a segunda divisão do campeonato brasileiro. Será de chorar...
Não me recordo de um Inter assim. Já ficamos sem vencer campeonatos importantes por longos períodos, já tivemos futebol medíocre, clube endividado entre outros problemas, mas com os investimentos que foram feitos, estar na parte de baixo da tabela próximo ao rebaixamento, não recordo. É lamentável...
Agora, dezembro será na torcida para não ser rebaixado e evitar assim conhecer o inferno que deve ser jogar uma série B. Oremos...

Um ótimo fim de semana a todos...
Acesse o site e saiba mais: www.marcossalomao.com.br

Oficial do Registro de Imóveis e Tabelião de Protestos 
Pós-Graduado em Direito Notarial e Registral



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

17/04/2015   |
13/04/2015   |
13/04/2015   |
27/03/2015   |
20/03/2015   |
13/03/2015   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS