Sábado, 17 de novembro de 2018
Ano XXX - Edição 1533
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Clima está colaborando no desenvolvimento das lavouras de verão

16/12/2013 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
O clima está favorável ao desenvolvimento da safra de verão no Rio Grande do Sul. Apesar do ano de neutralidade climática, cuja característica principal é a de irregularidade das chuvas, as lavouras estão contando com água suficiente para seu desenvolvimento e com dias intercalados de sol e calor. 
A mesma avaliação é feita pelo chefe do Escritório da Emater de Três de Maio, Nelci Ângelo Recalcati, que destaca que até o momento o clima está de acordo com as necessidades das plantas, seja nas lavouras de soja ou de milho.
Conforme Recalcati, em Três de Maio foram plantados sete mil hectares de milho e o estágio da cultura se encontra na fase final de enchimento de grãos. A colheita deve iniciar-se na segunda quinzena de janeiro e a estimativa de produtividade é de 5.400 quilos/hectare, ou seja, 90 sacos/hectare. 
No Rio Grande do Sul, ao todo, um milhão de hectares foram destinados para o plantio da cultura. De acordo com a Emater/RS-Ascar, a estimativa é de que sejam produzidos quase 5 milhões de toneladas do cereal.  O Estado gaúcho é um dos principais produtores de milho do Brasil, ficando atrás de Paraná e Mato Grosso.
Em contrapartida, a produção nacional deve cair até 3% com volumes próximos a 78 milhões de toneladas na safra 2013/2014, estima a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Na safra anterior, foram colhidas 82,069 milhões de toneladas. A produtividade média da safra brasileira de milho 2013/14 deve ficar em 5.295 quilos por hectare (média 88 sacos/hectare). O maior rendimento médio deve ser obtido pelo Paraná, com 7.100 quilos por hectare (média 118 sacos/hectare).

Momento de monitorar as lavouras de soja
A área plantada de soja em Três de Maio, que vem se mantendo nos últimos anos, é de 24.500 hectares. "Deste total, falta apenas os 500 hectares que serão plantados nas áreas onde temos painço e onde será feita silagem de milho", informa Recalcati.
De acordo com o técnico agrícola, a cultura se encontra na fase inicial de desenvolvimento vegetativo. "O clima está colaborando e até o momento não temos ocorrência de doenças", informou.  A colheita da soja ocorre em meados da segunda quinzena de março. A estimativa de produtividade é de 2.880 quilos/ hectare (48 sacos).
O chefe do Escritório da Emater alerta aos produtores rurais para que façam o monitoramento das pragas (lagarta). "O controle deve ser feito inicialmente com produtos isiológicos para não matar os inimigos naturais que são aliados do produtor", orientou.
No Brasil, a soja que neste momento está sendo plantada, deve ser o produto de maior destaque na safra 2013/2014, tanto em crescimento de produção quanto de área. A produção da oleaginosa está situada em 90 milhões de toneladas e a área, entre 29,5 milhões de hectares. 

Foto: Divulgação/JS




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

28/09/2018   |
27/07/2018   |
18/05/2018   |
27/04/2018   |
02/03/2018   |
14/07/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS