Domingo, 16 de dezembro de 2018
Ano XXX - Edição 1537
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Fique longe da dor com Garra do Diabo

27/01/2014 - Por Sandra Marasca Martini
Tweet Compartilhar
Atividades simples e corriqueiras, como subir uma escada, podem se tornar bastante complicadas para quem sofre de artrite ou artrose, doenças capazes de atingir as articulações do corpo todo.
As causas muitas vezes são genéticas, mas no caso da artrose também estão ligadas ao envelhecimento e a movimentos repetitivos ou incorretos.
Em estágios mais avançados, esses problemas reumáticos comprometem a função das mãos e de outros membros. A artrite reumatoide não pode ser prevenida, mas a artrose, sim. De qualquer forma, quem já sofre com dor nas juntas pode adaptar objetos e ações do dia a dia para facilitar a vida.
A artrite surge em qualquer idade, mas é mais comum dos 35 aos 50 anos e no sexo feminino. Já a artrose tem maior incidência entre os idosos e representa até 40% das consultas em ambulatórios de reumatologia.
Uma planta conhecida como Garra do Diabo, de nome científico de Harpagophytum procumbens, pertence à família das Pedaliaceae e é originária do deserto do Kalahari e tem este nome popular pelos seus espinhos ganchosos e é uma das opções para essas pessoas se livrarem das dores do dia a dia.
A Garra do Diabo é rica em glicosídeos que agem como antiinflamatórios e analgésicos, inibindo a síntese das prostaglandinas, as quais são formadas na fase irritativa do processo inflamatório. Sendo assim, a Garra do Diabo é muito útil na melhora dos sintomas da artrite reumatóide (inflamação das articulações), nas desordens degenerativas do sistema locomotor como a artrose (alteração articular de natureza degenerativa com redução de função da articulação), burcite (inflamação das bolsas das articulações), fibromialgia (síndrome que caracteriza-se por dor muscular generalizada e fadiga), epicondilite (sequência de inflamação  da região epicondiliana  e que afeta os adeptos de certos esportes ou profissões com exercícios repetitivos) e as tendinites (inflamações nos tendões). Age também na gota, é estimulante do sistema linfático e hepatoprotetora.
Os efeitos analgésicos e antiinflamatórios da planta aparecem rapidamente, porém a eficiência completa ocorre geralmente após o uso mais prolongado.

Se você tem uma opção para ficar longe da dor então o que está esperando para experimentar?
Vá até uma loja Mais Natural e conheça Garra do Diabo em chá ou em cápsulas.


Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

07/12/2018   |
30/11/2018   |
23/11/2018   |
16/11/2018   |
09/11/2018   |
01/11/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS