Sábado, 19 de janeiro de 2019
Ano XXX - Edição 1541
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

17/02/2014 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO  -  POR QUE A MALVERSAÇÃO?  -  Em tempos de tanta maracutaia e corrupção a pergunta faz sentido. O malversador só pode ser visto como um inveterado egoísta. Bem entendido, ele só pensa em si. E esquece dos outros. Ele usa o dinheiro do povo para seu bolso, sua conta bancária. Ao invés disso, deveria usar o dinheiro público em benefício do povo. Neste caso estaria praticando o altruísmo. Infelizmente, muitos gestores públicos neste nosso tempo complicado em que vivemos, esqueceram de fazer o bem não olhando a quem, correndo o risco de perder prestígio e ir morar atrás das grades. É difícil saber o porquê da malversação. Talvez, seja resultado de cultura educacional. Talvez, o culto dinheirista esteja acima de qualquer outra prerrogativa. Para muitos, infelizmente, dinheiro em primeiro lugar. Não importa, se mal havido. Com certeza, com mais fiscalização e menos impunidade haverá reversão de expectativa. Do contrário, vamos continuar na crescente desta vergonha nacional.

INAUGURAÇÃO - Que ironia do senador Aécio Neves: "Finalmente a presidente Dilma inaugurou sua primeira grande obra. Pena que não foi no Brasil".  A referência é à inauguração do terminal portuário de Mariel, em Cuba.

CANCELAMENTO - A maior trading de importação da China anunciou o cancelamento da importação de 2 milhões de toneladas de soja do Brasil causados por atrasos provocados pelo congestionamento do embarque em nossos portos. Quem sabe, agora, vão usar o terminal de Mariel.

GASTOS PÚBLICOS  -  Por ser ano de eleições, os políticos estão preocupados com as tensões eleitorais. O presidente do Senado avisa que "é um ano em que a palavra de ordem deve ser moderação e comedimento com os gastos públicos". Pelo jeito, o negócio vai ser torneira fechada.

TEM TRUTA AÍ - Ou não? Este rápido e volumoso recolhimento de dinheiro através de vaquinhas promovidas pelos mensaleiros, tem cheiro forte de truta. Até Gilmar Mendes do STF desconfia.

MÉDICA CUBANA DO PROGRAMA MAIS MÉDICOS ESTÁ DESERTANDO. DIZ QUE FOI ENGANADA.

O QUE NÃO ANDA - Precisa ser empurrado. Nada anda tão devagar do que esta nossa Justiça. Vai para três anos uma ação de despejo. E nada. O famoso gaudério,  inquilino do 402, deve estar rindo à toa: mora bem e não paga um tostão de aluguel. Quem entope é o colunista, que não tem filho com esta idade e tais e tantos privilégios. Até quando, hein? Até perder a paciência...

JOVEM PREFEITO - Assumiu por três dias o Executivo Municipal o mais jovem prefeito da história do Município: Alexandre Classmann. Na condição de vice-presidente da Câmara, na ausência do presidente, assumiu o Legislativo. Como o prefeito e a vice estavam ausentes, assumiu o Palácio Municipal Walter Ullmann, nos dias 5, 6 e 7 de fevereiro. No tríduo do seu mandato, o jovem prefeito recebeu muitas visitas e muitos cumprimentos. Classmann gostou de sentar na cadeira do prefeito. Olívio José Casali, no seu primeiro mandato, em 1977, também assumiu muito jovem. Não tinha completado 34 anos.

VAMOS TORCER PARA QUE A COPA DO MUNDO NO BRASIL NÃO SEJA A COPA DOS FIASCOS.  


Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

18/01/2019   |
11/01/2019   |
21/12/2018   |
14/12/2018   |
14/12/2018   |
07/12/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS