Segunda-feira, 18 de março de 2019
Ano XXX - Edição 1549
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

A Coluna do J

28/02/2014 - Por J Moraes
Tweet Compartilhar
CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL de Gerenciamento de Residuos Sólidos (Cigres) é motivo de polêmica e discussão. O prefeito Casali anunciou o afastamento do município da entidade. Na verdade, o que o prefeito quis dizer é que nos moldes atuais não dá pra continuar. A bem dajustiça, cada integrante do consórcio deve arcar proporcionalmente com as despesas. E parece que isso não vem ocorrendo. 
COMEÇOU ontem e vai até domingo, a 16 ª Edição do Jeep Country de Horizontina. A abertura deve ocorrer hoje com a presença do governador.  Com um público fiel de apaixonados pelo esporte e entrada franca, a expectativa é de um grande público. O Jeep Country deverá ser o único grande evento do ano em Horizontina.
O CARNAVAL onde quase tudo é permitido, começa no fim de semana. Por aqui, a impressão é que o Carnaval está perdendo fôlego. Esse  ano a maior festa popular do país acontece em março. E como se convencionou dizer que o ano começa depois do Carnaval 2014 começa na próxima quinta-feira. Então mãos à obra vivente.
COMO DIZ o gaúcho foi no último furo do rabicho. Mas finalmente, a chuva chegou a tempo e salvou a lavoura. A expectativa é das mais otimistas. Com o preço do produto oscilando entre 60 e 70 reais a saca. Certamente, aumentará consideravelmente o número de camionetes  zero bala 4x4 no interior. Mas a choradeira deve continuar.
GOVERNO FEDERAL anunciou um corte substancial nos recursos destinados às emendas parlamentares. Isso quer dizer que muitas emendas anunciadas por deputados para a região deverão ficar na promessa. O deputado promete para o prefeito ou para o vereador, esse por sua vez promete para a comunidade. Todos querendo o sagrado votinho lá na urna.
ANO LETIVO não começa sem ter uma rusga entre o governo e o Cpers. Mais uma vez o sindicato da categoria ameaça greve. Desta vez além da greve, promete entrar na justiça pedindo a contratação de professores. Enquanto o governo diz que não faltam professores, o Cpers diz que faltam milhares. Um fala japonês, outro javanês. 
FATO POUCO comum aconteceu no município de Três Passos. O prefeito do maior município da região Celeiro, sem dar muita explicações renunciou ao cargo. Aliás, uma explicação no mínimo curiosa ele deu. Disse que o vice tem mais competência para administrar o município. Sem dúvida uma boa justificativa, mas deveria ter chegado a essa conclusão, antes das eleições.
BOM FIM DE SEMANA: uma boa pescaria, curtindo Bee Gees anos 70.



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

23/12/2016   |
16/12/2016   |
12/12/2016   |
02/12/2016   |
25/11/2016   |
18/11/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS