Terça-feira, 12 de dezembro de 2017
Ano XXIX - Edição 1487
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Igualdade no tatame

04/04/2014 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Atletas três-maienses se destacam por meio da disciplina, autoconfiança e amor pelas artes marciais

Além dos combates e da disputa pelas melhores colocações em campeonatos, o mundo das artes marciais proporciona um grande aprendizado aos seus praticantes, sejam eles homens ou mulheres. Sobre o tatame, a cidade de Três de Maio já foi e segue sendo muito bem representada por meninas que se destacam em competições disputadas em solo gaúcho, entre elas, Dienifer Juliana Schröer, praticante de Taekwondo (faixa laranja), e Gabriela Griebler, atleta de jiu-jitsu (faixa azul).
 
Equilíbrio físico e mental
Com o objetivo de buscar o equilíbrio harmônico do corpo e da mente, o Taekwondo é mais do que uma modalidade voltada apenas para as comeptições. "É um excelente esporte, por visar o autocontrole e respeito aos superiores, afastando o praticante da violência e do uso de drogas e evoluindo suas capacidades como ser humano". É o que diz Dienifer Schröer, que convive com o referido esporte desde que nasceu, pois é filha do multicampeão Vilmar Schröer. Como o pai, ela expressa seu amor pelo Taekwondo treinando tanto em benefício próprio como para levar o nome de sua cidade a outros lugares.

Dienifer com seu pai e mestre Vilmar

Foco, força e fé

A lei dos três Fs (foco, força e fé) guia o treinamento de Gabriela Griebler, 21 anos, faixa azul de jiu-jitsu, esporte que descobriu aos 15 anos, quando era escoteira. Na época, Michel, seu professor da arte marcial, era chefe escoteiro e, durante os acampamentos, estendia uma lona na grama para ensinar algumas coisas sobre o jiu-jitsu. "Também treinei kickboxing, mas por menos tempo, pelo fato de ter apenas eu de aluna, mas até hoje eu treino sozinha todo o conteúdo", comenta Gabriela.

Em sua carreira como lutadora, Gabriela obteve resultados que lhe renderam vários pódios. Mesmo declarando não visar o 1º lugar em todas as competições das quais participa (ela pratica Jiu-jitsu uma vez por semana, dando prioridade para os estudos, cursos e trabalho), a três-maiense diz que tem vontade de participar de outras competições, como um Estadual e a Seletiva de Abu Dhabi.

Gabriela e seu professor Michel




FOTO 1: ARQUIVO PESSOAL
FOTO 2: GENARO CAETANO

Confira a matéria completa no jornal impresso





Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

24/11/2017   |
10/11/2017   |
29/09/2017   |
29/09/2017   |
15/09/2017   |
08/09/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS