Sexta-feira, 24 de maio de 2019
Ano XXX - Edição 1558
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

25/04/2014 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO  -  EFICIÊNCIA E BOM ATENDIMENTO  - Quem não gosta de eficiência?  E quem não  odeia a enrolação? Todos gostam do bom atendimento.   A enrolação tem relação direta com desconhecimento e má vontade. E também de interesse. Hoje, faltam profissionais despachados. Faltam servidores e funcionários que atendem com altivez a clientela. É notável a falta de eficiência. A maioria faz apenas a obrigação e até menos do que a  obrigação. Tratam mal o cidadão, que tem direito a receber atendimento privilegiado. Quem paga para ser atendido, não pode ser visto com olhar enviesado. As boas maneiras fazem parte de um bom profissional, seja na iniciativa privada, seja na pública. O freguês quer ser bem atendido, do contrário ele não volta. O cidadão quer ser bem recebido nos órgãos públicos, quando não, se derrete em reclamações. E com toda razão, porque os servidores públicos são pagos com o dinheiro dos contribuintes, que pagam os olhos da cara em impostos e taxas. Não é nenhum favor executar com esmero a atividade profissional nos órgãos públicos ou nas empresas privadas.  

PETROBRAS DESVALORIZADA  -  Há cinco anos atrás, a Petrobras, em valor de mercado, era a 12ª maior empresa do mundo. E atualmente? Está em 120° lugar. É a desvalorização. Desde 2007, a cotação das ações vem caindo. Uma vez, a Petrobras era a mãe generosa da bolsa brasileira. Afinal de contas, a compra da refinaria de Pasadena foi um bom ou um mau negócio?

ALTO CUSTO  - 
O custo do transporte por tonelada embarcada num trecho de mil quilômetros. No Brasil: US$ 75 e nos Estados Unidos, em igual distância, US$ 18. Tudo isso é embutido nas despesas do produto.

PREÇO DA MANUTENÇÃO  -  Estradas sucateadas, portos acanhados, aeroportos esgotados e travessias sob risco fazem com que o País gaste 19,23% do Produto Interno Bruto/PIB em logística. A conta para movimentar a economia gaúcha é ainda maior: 19,46% do PIB. A nossa infraestrutura está virando caco. Está na hora de pensar na nossa economia e parar de fazer política barata, pois. O ideal seria gastar 6,2% do PIB em logística,  para ser competitivo no comércio mundial.

NÃO TEMOS NESTE PAÍS NOÇÃO DE ECONOMIA. AQUI, ECONOMIZAR É PARA BOBO.

IPVA - Cerca de R$ 2,2 bilhões devem ser arrecadados, em 2014, com IPVA no RS. A nossa frota é de 3,8 milhões de veículos. Do IPVA arrecadado nos municípios, fica 50% para os cofres municipais.

CAEM EXPORTAÇÕES GAÚCHAS  -
No primeiro trimestre de 2014, as exportações gaúchas caíram 8%, alcançando 3,25 bilhões de dólares.  Por isso, a confiança do empresário caiu 5,6% em março. No entanto, a nível de País, o aumento das exportações de soja, no primeiro trimestre, em relação ao mesmo período do  ano passado, foi de 101%. Foram embarcadas 260 mil toneladas.

O PAPEL SOCIAL DO ESPORTE É MAIS IMPORTANTE DO QUE QUALQUER TROFÉU.  É o que pensam os alemães. Será que eles vêm com este espírito para a Copa?

LUZ MAIS CARA  -
  O preço da energia está subindo. Fala-se em aumento de 28% ou 29%. E dizer que o Governo havia decretado a desoneração fiscal. Agora, a culpa é da escassez de energia.




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

17/05/2019   |
10/05/2019   |
04/05/2019   |
26/04/2019   |
12/04/2019   |
05/04/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS