Segunda-feira, 26 de junho de 2017
Ano XXIX - Edição 1462
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

A Idosa Invisível...

04/07/2014 - Por Marcos Salomão
Tweet Compartilhar
Certas notícias são absurdas, chocantes, mas nos fazem refletir...

Em Bournemouth, no sul da Inglaterra, uma idosa de 70 anos foi encontrada morta em seu apartamento. Até aí tudo bem. É normal alguém morrer e ser encontrado. A questão é que ela foi encontrada seis (06) anos depois de morrer. Sim, ela morreu, ninguém percebeu, e seis anos depois a encontraram morta. Durante este período, ninguém sentiu sua falta, ninguém! Que triste!

Quem encontrou o corpo foi um oficial de justiça, acompanhando de um agente imobiliário e um chaveiro. O prédio tinha oito apartamentos e a idosa morava no térreo. Os vizinhos ficaram chocados. Achavam que ela tinha se mudado.

Uma instituição de caridade britânica afirmou que muitos idosos são praticamente invisíveis para o resto da sociedade.

Invisíveis !
Você já parou para pensar que muitos idosos são invisíveis ? Que ninguém os percebe. Que até sabemos que existem, mas ninguém está preocupado?

Quantas famílias tem idosos ? Um avô, um pai, um tio, uma tia...
Quem de nós não tem um idoso na família ? Ou melhor, quantos de nós enxergamos que existem idosos em várias famílias, e que estes idosos muitas vezes são invisíveis ?

A invisibilidade é um fenômeno que está em toda a parte. Passamos em uma rua movimentada, e não enxergamos o gari. Entramos em um prédio requintado e não enxergamos a servente. Chegamos a uma reunião de negócios e não percebemos uma criança que está por ali...

A invisibilidade está em vários setores da sociedade, está nas minorias, e está no grupo que, muitas vezes, não é reconhecido por nós como importante...

Não queremos enxergar os índios de uma rodoviária. Não nos interessa o bugre que vende cestos na esquina. Passamos reto pelo carroceiro que junta papéis no nosso bairro. E nossos idosos estão se tornando invisíveis...

Quanto idosos existem perto de onde você mora? Já parou para pensar que você também vai envelhecer?  Que seus filhos vão crescer e constituir novas famílias. Que seus amigos vão morrer. Que seus pais não estarão mais com você. Já parou para pensar que um dia você vai acordar, e poderá estar sozinho?

Já pensou se você um dia se tornar invisível?
Pense nisso. Pense nos idosos que pertencem a sua família. Enxergue os idosos da sua quadra, do seu bairro. Converse, cumprimente, telefone. Enxergue ele, pois um dia, você também vai querer ser enxergado ..

Das minhas leituras da madrugada:
Perdoar não muda o passado, mas amplia o futuro.- Paul Boese




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

17/04/2015   |
13/04/2015   |
13/04/2015   |
27/03/2015   |
20/03/2015   |
13/03/2015   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS