Quarta-feira, 23 de agosto de 2017
Ano XXIX - Edição 1471
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Vexame Anunciado

11/07/2014 - Por Marcos Salomão
Tweet Compartilhar
Para alguns foi surpresa, para outros não. A derrota para a seleção alemã era previsível. A goleada por 7 a 1, inesperada. Mas esperar o quê de um time que leva Fred como centroavante e Jô como seu reserva ? Esperar gols ? Uma enorme ausência de jogadas, de passes, de organização. Nada ! Esta seleção brasileira foi a pior de todas as épocas. Nenhuma jogou tão mal como esta que assistimos em 2014.

Por outro lado, toda a imprensa nacional, nos canais abertos, claro, insistia que a equipe era boa. Que existiam craques jogando. Que Neymar isso, que Neymar aquilo, etc, etc, etc.

Jogamos contra Croácia, México e Camarões na primeira fase. Conseguimos a proeza de empatar com o México. Credo! Como esperar que uma seleção quer ser campeã mundial se empata com o México ? Ahh, mas o goleiro deles era bom......

Não existe "goleiro bom" quando existem "atacantes bons"!! Quem já viu Ronaldo Nazário jogar sabe bem disso, ao relembrar a final da Copa do Mundo contra a própria Alemanha, onde o goleiro era Oliver Kan e foi eleito pela FIFA como melhor jogador da Copa (2002). Aliás, comparar Ronaldo, Ronaldinho, Romário ou Rivaldo com Fred e Jô, é a prova de que não se entende nada de futebol. Uma tragédia...

Nas oitavas de finais enfrentamos o Chile, que este ano se apresentou com uma boa equipe. Ganhamos nos pênaltis. Credo!

Quem é o Chile ? Só não perdemos o jogo porque o travessão era brasileiro, eis que nos últimos minutos quase ocorre o trágico gol do desempate. O Chile nunca ganhou uma Copa do Mundo. Nós ganhamos cinco. Tivemos que decidir com eles nos pênaltis a vaga para as quartas de finais. Passamos. Amém. Agora vai...

O legal era ouvir os comentários dos apaixonados depois do jogo: -"Bah, o Chile tinha time pra ser campeão do Mundo. Por isso foi tão difícil". (Socorro!)

Daí nas quartas de finais vem a toda poderosa Colômbia. Quem? Sim, a Colômbia, que também nunca ganhou uma Copa do Mundo e que o retrospecto mostra bem como são as suas participações. Pois este foi o melhor jogo da seleção brasileira. Um estrondoso 2 a 1. Diziam os apaixonados: "Bah, depois desse 2 a 1 contra a Colombia dá pra ser campeão. O Brasil tá jogando muito!!O futebol da Colômbia evoluiu muito nos últimos anos. Não é fácil vencer deles. Seremos campeões".

Finalmente na semi final aparece a primeira equipe forte. Também campeã do Mundo. Freguês de carteirinha do Brasil. Em 21 jogos o Brasil venceu 12, empatou 4 e perdeu apenas 5 para os alemães. Era o retrospecto.

E então apareceu a verdade. Não tínhamos time. Não deu nem pra jogar. Empate, nem sonhar. Um trator atropelou a seleção brasileira, sem piedade. No primeiro jogo contra uma equipe forte, mostramos como realmente estamos mal. Caiu a máscara...

Agora é torcer pelo terceiro lugar. O jogo será contra o perdedor de Holanda e Argentina. Que Deus ilumine a Argentina e que ela vença da Holanda, porque não quero disputar o terceiro lugar contra exatamente a Argentina e, quem sabe, ter outra decepção. Nada é tão ruim que não possa piorar.

Das minhas leituras da madrugada:  
"Tava 1 x 0 pra Alemanha e eu levantei pra fazer uma massa Miojo. Quando voltei, tava 4 x 0. E eu que pensava que em 3 minutos só dava tempo de se fazer uma Miojo, hein!? Vivendo e aprendendo." (Rafael Mies Gomes no Facebook)





Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

17/04/2015   |
13/04/2015   |
13/04/2015   |
27/03/2015   |
20/03/2015   |
13/03/2015   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS