Domingo, 19 de novembro de 2017
Ano XXIX - Edição 1484
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Três de Maio realiza encontro para debater atendimento à mulher

11/07/2014 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Evento ocorreu ontem e abordou o tema
"Violência doméstica e familiar contra
a mulher: uma abordagem transdisciplinar"

A Secretaria de Políticas da Mulher e o Centro de Referência da Mulher Flor de Liz de Três de Maio promoveram na manhã de ontem, quinta-feira (10), na Câmara Municipal de Vereadores, o I Encontro Municipal da Rede de Atendimento à Mulher em Situação de Violência. Representantes da Administração Municipal, Comarca, Brigada Militar, Polícia Civil, CRAS, CRES, hospital, entre outros, se fizeram presentes.

O evento abordou o tema "Violência doméstica e familiar contra a mulher: uma abordagem transdisciplinar", explanado pela Promotora de Justiça Ivana Machado Battaglin, vice-coordenadora da Comissão Permanente de Combate à Violência Doméstica e Familiar do Grupo Nacional de Direitos Humanos do Ministério Público (COPEVID). A juíza da 2ª Vara Civil na Comarca de Três de Maio e Horizontina, Drª Cátia Saft, elucidou aspectos pertinentes sobre o trabalho desenvolvido pelo Poder Judiciário no que diz respeito a Lei Maria da Penha, e da necessidade do trabalho em rede no que se refere ao assunto.

Segundo a magistrada, a maioria das ocorrências se origina não apenas quando a relação se desfaz, mas quando a vítima tenta reconstruir a sua vida. "Nesse momento o agressor se sente excluído, aí começam as ameaças, agressões, perseguições, sem falar dos casos passionais, em menor número, em que a pessoa realmente não aceita o fim do relacionamento. Mas a maioria diz respeito ao sentimento de 'ela esteve comigo, ela foi minha mulher e tem que me respeitar pro resto da vida, não pode refazer a vida dela'", explica, compartilhando que o problema acaba sendo semeado também na família e a criança, que por vezes sofre essa violência dentro de casa, vai refletir isso no seu dia a dia.

A Drª Cátia salienta ainda que o número de denúncias recebidas em ambas as Comarcas é expressivo. "Em média, uma Maria da Penha por dia. No final de semana é muito comum ter em função do uso ou abuso de álcool e de outras drogas, então prestamos atendimento no plantão para essa demanda. Contamos com o apoio da Brigada Militar que é fundamental nesse combate à violência. Tentamos chamar as partes para uma audiência o mais breve possível, mas a demanda é grande e, não significa dizer que as vítimas dão andamento ao processo porque, de regra, algumas relações já estão desfeitas e assim permanecem, mas registram o caso para fins de proteção. Das que não estão desfeitas, pode-se dizer que metade se desfaz e a outra metade se mantém, dependendo da situação familiar de cada um. Independente do que a vítima decida depois, a violência se confirma em 90% dos casos", admite.

Conforme a advogada do Centro de Referência da Mulher Flor de Liz, Francieli Cervi, o objetivo do encontro é capacitar a rede de atendimento, recebendo e conduzindo as mulheres de forma efetiva, ajudando-as a sanar o problema enfrentado.  "Não podemos simplesmente encaminhar mulheres de um lado para o outro. Precisamos preparar os profissionais da rede para estarem em sintonia", destaca.

Cervi ressalta que o Centro atende Três de Maio e sete municípios da microrregião. "Os atendimentos aumentam a cada dia e,  pelo que se tem estudado, não são os casos que aumentam, mas sim a confiança no sistema, motivo pelo qual as mulheres nos procuram e fazem as denúncias". A advogada descreve que a violência doméstica pode ser física, psicológica, moral ou patrimonial e tem um ciclo. "As questões referentes a ameaça precisam ser levadas a sério, pois ameaça é crime. A Lei Maria da Penha veio pra ajudar essas mulheres em situação de vulnerabilidade e tem um caráter educativo, foi criada pra ser bem aplicada", garante.


FOTO: ALINE WINTER

Confira a matéria completa no jornal impresso





Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

15/09/2017   |
08/09/2017   |
09/06/2017   |
06/05/2017   |
07/04/2017   |
31/03/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS