Sábado, 21 de outubro de 2017
Ano XXIX - Edição 1479
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Homossexualismo

15/08/2014 - Por Yara Lampert
Tweet Compartilhar
Falar de homossexualismo é sempre beirar sobre ideias divergentes.
Tem aqueles que aceitam numa boa, outros aceitam desde que não seja com ninguém da família e outros que dizem em alto e bom tom que não admitem jamais esta opção. De certa forma, este tema ainda é velado para a maioria das pessoas. Mas o certo é que nunca se viu e nem se falou tanto sobre o homossexualismo, seja entre homens ou muheres.
A prova são as novelas, pessoas famosas ou desconhecidos dando a cara a tapa.  Apesar de divergente, a coluna traz uma entrevista com um  homossexual, 23 anos,  assumido. Ele se diz feliz, realizado e livre de preconceito. Este jovem, que prefere não ter seu nome revelado, passa períodos em Três de Maio, Porto Alegre, Santa Maria e Balneário Camboriú (SC) e revela uma faceta de homens que são vistos pela família e sociedade  como "bem casados", "bem sucedidos",  mas mantêm uma vida sexual paralela com outros homens.
 Quando e como você descobriu sua orientação sexual? Como foi aceitar isso?
Foi ainda pequeno, mas me assumi por volta dos 18 anos. Não foi nada fácil, meus pais me colocaram para fora de casa. Fui morar com amigas, e em um período de um ano e dois meses não conversei com meus pais. Senti muita falta deles, mas eles não queriam contato comigo. No início, eu mesmo não me aceitava, e dizia para mim "não sou gay". Agora sou homossexual assumido e muito feliz. Hoje meus pais me aceitam, me aconselham e querem o meu bem. Vivemos como uma família normal.


Na sua opinião, homossexual é homossexual mesmo ou é bissexual?
É homossexual mesmo. Apenas mantém uma aparência hetero perante a sociedade e família.

Como "detectar um homossexual"?! Nem tudo é 100%, mas certamente quem é do meio, sabe identificar...
Identifica pelo olhar, aparência, atitude, papo e gestos. Até é possível reconhecer um "homossexual enrustido" e são eles que me procuram.
 
Reza a lenda que muito homem metido a machão ou a pegador, às vezes é gay e fica se fazendo de muito macho "só para ver se engana"! Isso faz sentido?
Sim, geralmente são os que mais me procuram.
Já se relacionou com um homem, que diante a sociedade é visto como "bem casado"?
Sim. E não foi só um, mas vários. "Bem casados", bem sucedidos e com filhos.

Você quer dizer que este homem mantêm um casamento para a família e a sociedade, mas também se relaciona com homens?
Sim, significa que na verdade a opção sexual dele é homossexual, mas também constituiu família, com mulher,  filhos...perante os outros ele é hetero.
 
Como acontecem estes encontros?
Através do facebook, whatsapp, telefone e pessoalmente. Geralmente à noite.

Eles pagam para fazer sexo com você?
Sim, cobro de R$300,00 a R$500,00, muitos ainda me presenteiam com roupas, calçados e celular.

Durante o dia você se veste de homem, já à noite você se veste de mulher. Por quê?
Durante o dia é para preservar a minha imagem. À noite me visto de mulher, pois muitos homens preferem.

Você tem clientes para estas duas facetas?

Sim, tenho cliente para estas facetas, minha relação é passiva e ativa. O perfil é praticamente igual, todos eles querem o homem homossexual. Tenho cliente dos 18 aos 50 anos e são de classe média e alta.

É só sexo ou rola amizade entres alguns?
Alguns são só sexo, outros rola amizade também.

Você acredita que tem muitos gays que não se assumem por medo de retaliação?
Sim, com certeza. São gays enrustidos e acredito que jamais vão se assumir.

O que você diz para aqueles que sabem de sua opção sexual, mas não tem coragem de assumir.

Sejam felizes, procuram seus caminhos e se aceitem como são.

Ponderações finais?
Não julgue e não condene ninguém. O machão de hoje pode ser o homossexual de amanhã. Não somos doentes, isso não é doença, é uma opção sexual. Se for para ter preconceito, tenha com as pessoas sem caráter, com a corrupção e com os bandidos. Não roubo e não mato ninguém. Não saio por ai gritando que sou gay, mas não tenho vergonha da minha opção...




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

13/10/2017   |
06/10/2017   |
29/09/2017   |
22/09/2017   |
15/09/2017   |
08/09/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS