Quinta-feira, 20 de junho de 2019
Ano XXXI - Edição 1562
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

A Coluna do J

01/08/2014 - Por J Moraes
Tweet Compartilhar
E AGORA TCHÊ  -  Nem o chimarrão escapou. Análise realizada pelo Sindicato da Indústria do mate do estado acusou a  presença de metais pesados acima do permitido pela legislação do Mercosul  na erva-mate.  Foi preciso  duas cargas de erva-mate serem recusadas pelo Uruguai, por excesso de metais pesados, para  nos  descobrir.
 
METAL pesado que  a gauchada conhece por aqui é bala de 38.  Há muito tempo a gauchada desconfia  que a nossa sagrada erva-mate contém muito mais do que do que a - Ilex paraguariensis - nome científico da erva mate. Isso é uma Barbaridade e uma falta de respeito. Se meu finado vô Zeca fosse vivo, que Deus o  tenha, diria, "guri vai me busca o arreador que eu vou dar um jeito nisso".

UMA RAPIDINHA VOVÔ -  Idoso precisa se exercitar intensamente por apenas seis segundos para ter uma saúde melhor.  A conclusão é de uma pesquisa realizada na Escócia. De acordo com os cientistas, treinamentos curtos e de alta intensidade diminuem a pressão sanguínea e melhoram o condicionamento.

A LAVOURA DE TRIGO  que vinha sendo a vedete  da agricultura nos últimos anos pode sofrer um revés  nessa safra. Segundo os técnicos o excesso de chuva e a pouca luminosidade estão trazendo sérias consequências para a cultura.  Afirmam que embora haja tempo para recuperação dificilmente a produtividade vai repetir as últimas safras.
 
VIROU FARRA  - Praticamente todas as entidades sociais  do município se acham no direito de reivindicar  Subvenções  Sociais, ou seja, as famosas  verbas de auxílio  dos municípios.  Muitas muito bem situadas, com  situações financeiras  bem resolvidas e bem instaladas. Ora, em cada município não tem mais de  meia dúzia de entidades que merecem e precisam de ajuda. Tá na hora de acabar com essa farra com o dinheiro do contribuinte. 

E TEM QUE COMEÇAR pelo Executivo com apoio do  Legislativo.  Sem politicagem. Com uma lei  bem elaborada, com diretrizes rígidas, que exija justificativas bem fundamentadas para que uma entidade social, desportiva , religiosa ou de saúde tenha direito a qualquer auxílio. E insisto,  não tem mais do que meia dúzia que realmente precisam.

É CLARO, é preciso coragem.  Pois a maioria dessas  entidades tem muitos sócios e, consequentemente, muitos votos. Aí está tendão de Aquiles.  Que assusta prefeitos e vereadores.  A promessa dos votinhos a favor ou contra.  Mas, infelizmente, a não ser que eu esteja muito enganado, os nossos políticos não estão preparados para um confronto desses.  
O DRAMA vivido pelo prefeito Vicini, com  o filho desaparecido há 6 meses, comove a região.  Mesmo com esse fardo monumental nas costas, continua conduzindo com  muita dedicação  e competência o maior município da região. Só nos resta torcer e orar por um final rápido e feliz.  Força prefeito.

UM BOM FINAL DE SEMANA A TODOS,  curtindo o velho e bom Tim Maia...




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

23/12/2016   |
16/12/2016   |
12/12/2016   |
02/12/2016   |
25/11/2016   |
18/11/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS