Terça-feira, 18 de junho de 2019
Ano XXXI - Edição 1562
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

A Coluna do J

26/09/2014 - Por J Moraes
Tweet Compartilhar
COLETA DE LIXO é um problema comum a  todos os municípios, com raríssimas exceções. Praticamente todos os prefeitos têm a mesma queixa em relação ao assunto. Segundo fontes ligadas ao setor, a atividade  está cartelizada no Estado. Não mais que quatro grandes grupos abocanharam o setor, que movimenta milhões de reais. Ninguém sai, ninguém entra e os  municípios são reféns.

O QUE ERA mais ou menos esperado está se confirmando. Entramos na reta final da campanha e os ataques pessoais começaram nas eleições executivas. As propostas e os projetos ficaram em segundo plano. O  foco agora é desqualificar o adversário. Fulano é mal intencionado, fulana é mal preparada, beltrana não conhece a realidade brasileira. E por aí vai. E o que realmente interessa, fica em segundo plano.

UFA, FINALMENTE, o inverno que esse ano não foi tão frio, mas choveu de montão, foi embora. Deu lugar para a mais linda das estações.  Com todo o seu charme e esplendor, chegou a primavera. Como diria o poeta, "quando desabrocham as flores e os amores".

MAS COMO nem tudo é perfeito, também é a estação dos insetos. Segundo os cientistas, os bichinhos estavam em repouso, e começam despertar com um apetite voraz. Portanto, todos preparados para a batalha. Como esse ano o inverno não teve um frio rigoroso, serão muito mais em número e implacáveis. Milhões a zumbir e a azucrinar a vida de nós, reles mortais.

E ENTRE esses milhões de incômodos habitantes, temos alguns que fazem bem mais do que zumbir e precisam de uma atenção especial. O mais temível, por enquanto, é o mosquito da dengue, o famoso Aedes aegypti. Esse é o vilão número um, e, como tal, merece uma atenção especial. Todo mundo tá careca de saber como combatê-lo.

NESSE PAÍS, algumas classes privilegiadas fazem de tudo para aumentar mais suas vantagens. Juízes Federais vão ganhar auxílio-moradia  de cerca de 4,3 mil reais por mês. Com salários que podem passar dos 30 mil reais, eles precisam da ajuda do Estado para poder morar? Com R$ 4.377,73, valor exato do benefício, um trabalhador comum poderia sustentar com dignidade a família, com saúde, educação, moradia e transporte. Puááá......

EM TEMPO: O benefício deverá ser estendido o mais breve possível, segundo o procurador-geral de Justiça Eduardo Lima Veiga, a promotores e procuradores. Como diz o cantor e compositor nordestino Zé Geraldo, "e eu sentado aqui na praça, dando milho aos pombos". Quanto mais alto o cargo, maior é o rombo. Quando surge alguém querendo consertar, vem a ordem de cima, "pegue esse idiota e enterre". E segue a farra.

NESTA SEXTA-FEIRA às 11h30min, em sessão extraordinária, a Câmara de Vereadores de Três de Maio vota o aumento do IPTU. Previsão de chuvas, trovoadas e alguns raios.

BOM FINAL DE SEMANA, uma boa pescaria, curtindo Banquete de Hipócritas com Zé Geraldo.



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

23/12/2016   |
16/12/2016   |
12/12/2016   |
02/12/2016   |
25/11/2016   |
18/11/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS