Quinta-feira, 29 de junho de 2017
Ano XXIX - Edição 1462
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Mobilização para evitar o fechamento do Dom Hermeto

03/10/2014 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Família hermetana luta pela sobrevida

A Fundação L'Hermitage, atual mantenedora do Colégio Dom Hermeto, comunicou na terça-feira, a decisão de encerrar as atividades educacionais da Instituição que há 84 anos é referência  de ensino no município e região. Comunidade escolar está mobilizada para que isso não aconteça

Surpresa, indignação, perplexidade. Essas foram apenas algumas das sensações causadas pelo comunicado à comunidade hermetana, em que a Fundação L'Hermitage, juntamente com as Diretorias da Associação de Literatura e Beneficência (Irmãs Filhas do Sagrado Coração de Jesus), informaram na terça-feira, 30 de setembro, a decisão de encerrar as atividades educacionais do Colégio Dom Hermeto, no término deste ano letivo de 2014. "Lamentamos profundamente tal decisão, malgrado os esforços conjuntos para seguirmos com as atividades desenvolvidas há mais de 80 anos neste estabelecimento de ensino. Apesar de tantos esforços por parte das duas entidades em manter o Colégio Dom Hermeto em funcionamento não logramos o êxito desejado. Assim, com tristeza, concluímos pela inviabilidade de manutenção do Colégio Dom Hermeto, não tendo sido possível reverter o quadro de dificuldades financeiras que ao longo dos anos vem marcando a sua trajetória", declararam.

Comissão para reverter a situação
Em meio a lágrimas e protestos, as famílias buscaram contato com a direção local da Sociedade de Literatura e Beneficiência, ainda na terça à noite. Na ocasião, a diretora executiva da Rede Verzeri, Ir. Rosenilde Policeno, informou que não havia condições financeiras nem tampouco humana para reassumir o educandário, mas  que o patrimônio (prédio e instalações) estariam à disposição da comunidade para viabilizar uma alternativa de continuidade dos estudos.
Atualmente a Rede conta com 193 irmãs, sendo 145 acima de 60 anos.
Em seguida, em reunião que congregou estudantes, pais, ex-alunos, professores, funcionários, APAMEDH, lideranças da comunidade e a imprensa local foram colhidas sugestões e propostas, redigidas em uma "Carta de propósitos em prol da manutenção do Colégio Dom Hermeto". A carta foi aprovada em assembleia realizada na noite de quarta-feira e encaminhada as duas mantenedoras. Além disso, uma comissão com cerca de 25 pessoas foi formada visando encontrar alternativas para manter as portas da Instituição abertas.

Falta de filantropia
Um aspecto que culminou na decisão da Fundação L'Hermitage foi o fato de não ter conseguido, junto ao MEC, a filantropia. Há cerca de três anos encaminhou pedido, que, até o momento, não foi atendido. Sem a filantropia, é necessário pagar 27,5% de impostos sobre tudo o que arrecada.
Instituições de ensino filantrópicas são mantidas por entidades sem fins lucrativos, que desempenham atividades, paralelas ou em conjunto com o Estado, sem ser remuneradas, diferente das instituídas com Fins Lucrativos que são mantidas por uma ou mais pessoas físicas e/ou jurídicas de direito privado, que constituem-se em entidades de caráter comercial, sendo esta apenas sua missão maior, não sendo obrigadas a fazer atividades de cunho beneficente, embora, se quiserem, possam lhes desempenhar.


Comoção  tomou conta da família hermetana.
Executivo e  Legislativo municipal também participaram da mobilização


FOTOS: ALINE WINTER

Confira a matéria completa no jornal impresso




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

23/09/2016   |
05/02/2016   |
04/12/2015   |
30/10/2015   |
19/06/2015   |
05/06/2015   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS