Terça-feira, 25 de julho de 2017
Ano XXIX - Edição 1467
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Rumo a Santa Cruz do Sul

03/10/2014 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Invernada Adulta do CTG Tropeiros do Buricá se classificou na Inter-regional de Uruguaina e representará a 20ª RT na final do Enart

No último final de semana, 27 e 28 de setembro, a Invernada Adulta do CTG Tropeiros do Buricá de Três de Maio, pertencente a 20ª Região Tradicionalista (RT), realizou um feito nunca antes realizado pela entidade três-maiense: se classificou para a final do Encontro de Artes e Tradição Gaúcha (ENART), que acontecerá nos dias 15 e 16 de novembro, na cidade de Santa Cruz.

Os 21 dançarinos da Invernada se apresentaram na Inter-Regional de Uruguaina, na modalidade  Danças Tradicionais - Força B, concorrendo com outros 16 participantes, sendo que apenas oito se classificaram. "Para a apresentação foram sorteadas três danças tradicionais de um total de nove possíveis, além da entrada e saída", explica a patroa do CTG Tropeiros do Buricá, Alessandra de Castro Reinehr.

Preparação

Os dançarinos que participam desta edição do ENART, em sua grande maioria, ensaiam juntos há  mais de três anos,  alguns  estão no grupo há mais de 10 anos.
A preparação para o ENART iniciou  no mês  de janeiro, com ensaios intensificados nos últimos meses: nos sábados, das 14 às 18 horas, e nos domingos, sempre em torno de 3 a 4 horas de ensaio. No período de férias escolares ensaiavam à noite diariamente e, nesse último mês, além do final de semana, também ensaiaram duas vezes por semana após às 23 horas, horário no qual os dançarinos saíam da faculdade.
A instrutora  Gianna Carvalho, a Gica, sempre coordenou os ensaios, com o auxílio em um final de semana por mês do instrutor e escritor do manual de danças tradicionais Rinaldo Souto, que fazia as correções coreográficas.
A invernada é composta por dançarinos associados do CTG Tropeiros do Buricá, pois um dos requisitos para participar  na competição é que o cartão tradicionalista seja da entidade, isto é regra para todos os grupos que participam do ENART.

A escolha do tema
A escolha do tema de entrada e saída - Índio Sepé e as Missões - foi devido a história das Missões ser muito presente e,mesmo Três de Maio não pertencendo às Missões, é um tema sempre dançado nas edições do ENART.
O traje de época para a ocasião foi desenhado e pesquisado pela instrutora Gica. Durante a trajetória do grupo, também houve o auxílio dos profissionais Diego Gouveia, coreógrafo de Pelotas que atualmente ensaia o grupo Tholl, e Rinaldo Souto, instrutor de Porto Alegre.

FOTOS: DIVULGAÇÃO


Confira a matéria completa no jornal impresso




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

16/06/2017   |
24/03/2017   |
16/09/2016   |
09/09/2016   |
06/11/2015   |
16/10/2015   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS