Segunda-feira, 24 de junho de 2019
Ano XXXI - Edição 1563
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

A Coluna do J

17/10/2014 - Por J Moraes
Tweet Compartilhar
RESCALDO DAS ELEIÇÕES I - Com os quase 10 mil votos em Três de Maio e Horizontina, Aloísio Classmann se transformou num fenômeno eleitoral na região. Fatos como esse sepultam novas candidaturas. Em Três de Maio, Classmann apostou na liderança e no carisma de João Mella, e parece que foi uma boa aposta.

RESCALDO DAS ELEIÇÕES II - Outros campeões, Osmar Terra (PMDB), 3.857 votos, seguido por Jerônimo Goergen, 3.395 repetindo a performance das últimas eleições. Por outro lado, Elvino Bohn Gass, do PT, fez 1.554 votos. O PT pulverizou seus votos entre vários candidatos, por isso, nenhum teve uma grande votação. Justiça se faça, as lideranças petebistas, peemedebistas, pepistas e petistas vestiram a camiseta.

RESCALDO DAS ELEIÇÕES III - Deputados estaduais, além de Classmann, merecem destaque. A boa votação de Ernani Polo (2.445 votos). Bem abaixo disso, Jeferson Fernandes, PT, 931. O PMDB  que teve Osmar Terra com quase 4 mil votos, na votação da Assembleia foi inexpressiva. O PDT não teve nenhuma grande votação aqui, pelos menos 5 candidatos receberam votos.

DESTAQUE para o vereador Lilico Mella que mesmo trabalhando um nome desconhecido na região conseguiu 399 votos em Três de Maio  para Cajar Nardes. Somando mais de 750 em Horizontina, Três de Maio, Dr. Maurício Cardoso e Crissiumal. Foi o sexto candidato a deputado federal  mais votado em Três de Maio. Não é pra qualquer um. Deu mostra do pano.

FALTANDO 10 dias para o segundo turno das eleições, em nível regional tudo ainda muito devagar. Poucas manifestações, tanto de um lado, quanto de outro. Mas a essa altura do campeonato, são grandes as chances de mudança, tanto lá, como cá. Os que acham que a alternância no poder é uma boa, e a renovação é bem vinda, podem sonhar alto.

CLIMA SE TRANSFORMOU de herói em vilão. Depois de duas safras  recordes, o trigo deverá ter uma queda acentuada nessa safra. De acordo com os técnicos, chuva em demasia e calor durante o desenvolvimento da cultura foram os grandes inimigos. Dizem que a queda na produtividade poderá ser superior a 30%.

AS SUPERSAFRAS de  2013 e 2014, e quebras sucessivas de recordes na produção de grãos, que esse ano deverá ultrapassar a barreira das 200 milhões de toneladas, não foram suficientes para garantir o emprego no setor de produção de máquinas e equipamentos agrícolas. A John Deere só na unidade fabril de Horizontina, demitiu de agosto para cá mais de 300 trabalhadores.    
UM GRANDE EVENTO ligado ao setor produtivo acontece na próxima semana na Setrem. Trata-se do 4º Seminário Regional do Agronegócio, dia 23 de outubro. O foco será a produção leiteira.

BOM FIM DE SEMANA,
boa pescaria, curtindo Peter Frampton.



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

23/12/2016   |
16/12/2016   |
12/12/2016   |
02/12/2016   |
25/11/2016   |
18/11/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS