Sábado, 17 de novembro de 2018
Ano XXX - Edição 1533
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Número de solicitações de Proagro na Emater é o maior das últimas cinco safras

07/11/2014 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Até o início da semana, entidade havia encaminhado 240 pedidos. Na safra de 2013, nenhuma solicitação do seguro foi feita no ecritório da Emater de Três de Maio

Uma cultura que começou mal e finalizou com um cenário ainda mais desfavorável. Essa é avaliação do responsável pelo escritório da Emater de Três de Maio, Leonardo Rustick, que aponta o atraso no plantio, o excesso de umidade e as doenças fúngicas como os principais causadores das perdas no trigo na atual safra.

A colheita do cereal está sendo finalizada no município. Até segunda-feira, 3, mais de 98% da área de 10 mil hectares já havia sido colhida. O produto apresenta perda de qualidade e baixo rendimento. A estimativa inicial, de 2.700 quilos por hectare (45 sacas por hectare), não se confirmou, e até o momento, a média de produtividade chega a 780 quilos por hectare, ou seja, apenas 13 sacas por hectare. A perda chega a 71,1%.


Rustick destaca que a frustração da safra de trigo preocupa o agricultor, as empresas que trabalham com grão e toda a comunidade, pois o cereal é de grande importância econômica para a região. Somado a isto, ainda tem a questão do preço. Segundo o chefe da Emater local, há dificuldade de comercialização do produto. "Hoje a saca de trigo de 60 quilos, tipo 1, está cotada a R$ 25. E a maioria das áreas colhidas foi de trigo abaixo do padrão comercial, o triguilho, que está sendo utilizado para alimentação dos animais".

Confira a matéria completa no jornal impresso




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

28/09/2018   |
27/07/2018   |
18/05/2018   |
27/04/2018   |
02/03/2018   |
14/07/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS