Quarta-feira, 20 de março de 2019
Ano XXX - Edição 1549
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

A Coluna do J

19/12/2014 - Por J Moraes
Tweet Compartilhar
RETA FINAL de 2014. Foi uma ano intenso para o Brasil , e para os brasileiros . Marcado por acontecimentos que atraíram para cá as atenções de todo o mundo. O maior deles a Copa do Mundo .  As eleições foram um episódio a parte, com ofensas e denuncias, um verdadeiro vale tudo. E o petrolão o maior escândalo da história do brasil. No final um clima de incerteza e desesperança .   

BALANCETE - No primeiro semestre, tivemos o julgamento do mensalão que condenou todos os envolvidos, mas ninguém está  na cadeia .Uma grande farsa . Tivemos a Copa do Mundo, em campo um vexame histórico da seleção Brasileira. Mas mesmo contra todos os prognósticos  negativos, o evento  teve um saldo positivo fora de campo e foi aprovado por visitantes de todo o mundo.. Tivemos as eleições, e em meio a elas o maior escândalo da história do Brasil. O rombo bilionário da Petrobras.  Estranhamente mesmo não tendo atingido o olho do furacão durante as eleições, não influenciou  no resultado delas .  
      
BALANCETE - Em termos de região, um fato, chocou  o Brasil e o mundo . O assassinato brutal e covarde do menino Bernardo Boldrini. Praticado por sua madrasta, com a cumplicidade do seu pai o médico Leandro Boldrini.  A Fraude do leite teve vários capítulos  reincidentes ao longo do ano, numa demonstração da falta de escrúpulos dos responsáveis. Em nível local a demissão de cerca de 300 trabalhadores pela John Deere, foi um balde de água fria  na economia do município. 

OS FUMANTES estão se sentido cada vez mais encurralados. A lei anti fumo não está deixando mais espaço para os adeptos do vicio mais nocivo para a saúde.  Talvez seja a lei mais controversa que existe, mas é a única forma de combater um vicio que causa milhões de mortes todos os anos. 

DEPOIS de muitos anos, se não me falha a memória, o executivo  terá minoria  na câmara de vereadores de Horizontina. Não chega a ser uma tragédia. Mas exigirá muito jogo de cintura do prefeito, o que até agora  não tem sido seu forte. Chico Padoim o novo presidente, juntamente com Antônio Lajus, tem sido os mais implacáveis s opositores do atual  governo.  Previsão de Chuvas, raios e trovoadas pela frente.

DANDO AS CARTAS e jogando de mão, com a caneta não mão, o executivo abusou do seu relacionamento com o legislativo. Usando exageradamente o expediente que é legal, das sessões extraordinárias. Muitos projetos encaminhados para sessões extraordinárias mereciam uma discussão mais ampla. Outros pelo contrário poderiam tramitar ordinariamente. Se essa prática, que diga-se de  passagem, já vinha de outros governos, vai se manter ou não, o tempo dirá.

EM TRÊS DE MAIO o vereador Cleiton Felipe do Santos  assume o executivo. Pela primeira vez nas últimas 5 ou 6 legislaturas  foi eleito por unanimidade. Todos os vereadores da oposição votaram favoravelmente a chapa 1 encabeçada pelo Cisquinho. Outro fato histórico no legislativo de Três de  Maio é que  pai e filho farão parte da galeria do presidentes do legislativo . Valdir Felipe do Santos de saudosa memória  também presidiu a casa do povo.




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

23/12/2016   |
16/12/2016   |
12/12/2016   |
02/12/2016   |
25/11/2016   |
18/11/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS