Segunda-feira, 12 de novembro de 2018
Ano XXX - Edição 1533
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

COLÉGIO DOM HERMETO: uma marca na história de um povo

19/12/2014 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Colégio Dom Hermeto. Nome reconhecido por toda a região e que faz parte da nossa cidade desde antes mesmo dela existir. Luta, garra, coragem, perseverança, esperança, solidariedade e educação de qualidade qualificam esta escola desde o princípio da sua existência.São 84 anos de história; eu, orgulhosamente, participei de 12.

Desde pequena escuto de meu pai que a melhor fase da vida dele foi o período escolar: amigos dos quais nunca se esqueceu, histórias para contar pros filhos... Hoje, sou obrigada a concordar com ele. Ainda nem me despedi da escola, mas já estou com saudade. Sei que ainda tenho muito o que viver e aprender nessa incrível obra de arte que é a vida, mas, com toda certeza posso dizer, foi no Dom Hermeto que eu passei os meus melhores momentos! 

Foram 12 anos em que tive a oportunidade de aprender o necessário para o tão temido vestibular, mas, acima de tudo, aprendi a cultivar valores - assim, o Dom Hermeto se enquadra no perfil das escolas mais modernas, já que muitos pesquisadores e sociólogos afirmam que educar o aluno somente para entrar na universidade é um método arcaico, a escola deve, também, educá-lo para a vida. 

O Dom Hermeto tem uma característica qualitativa que ainda não vi em nenhuma outra Instituição de Ensino: agregar valores. Entendo que vivemos em uma época que o culto ao imediatismo e ao individualismo vem crescendo e onde princípios pouco importam, mas são as virtudes que auxiliarão na formação do profissional diferenciado e destacado; percebemos cada dia mais que não basta ter o conhecimento necessário se não souber lidar com as pessoas.

Além disso, a valorização da família é uma das máximas da Escola. Sempre se procura uma oportunidade para juntar pais, filhos e o corpo docente, seja para confraternizar e comemorar - como no Dia dos Pais, Dia das Mães, Semana Farroupilha - ou para conversar e refletir sobre o bem mais precioso de ambas as partes: os filhos - palestras educacionais, motivacionais, reunião, Fala Pais. Dessa forma, sempre senti que a educação que recebi em casa teve continuidade na escola, e vice-versa, tornando ainda mais sólido o meu aprendizado.

Em meio a tudo isso, a escola ainda cumpre o seu papel de ensinar o "conteúdo". Com um quadro de ouro de professores, sempre foi destaque em aprovação em universidades, em olimpíadas de matemática, Feiras de Ciências fora do município, em campeonatos de voleibol, futsal e atletismo.

Como é de conhecimento de toda a comunidade, a escola passou por algumas dificuldades nos últimos tempos, mas elas não se devem à ineficiência ou incompetência dos profissionais, muito pelo contrário, foram eles que, com a mesma maestria que proferem suas aulas, souberam reerguer o colégio.

São 84 anos de história; eu, orgulhosamente, participei de 12. Foram 2.400 dias letivos de aprendizado, conhecimentos, amizades. Como já mencionei, despeço-me com saudades, - e só temos lembranças afetuosas do que foi bom - mas com a certeza de que tive os melhores mestres, que me deixaram preparada para o vestibular e para a arte de viver!

Verônica Lorenset Padoin



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

09/11/2018   |
19/10/2018   |
11/10/2018   |
05/10/2018   |
28/09/2018   |
21/09/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS