Domingo, 19 de novembro de 2017
Ano XXIX - Edição 1484
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Dívidas de quatro empresas com produtores é superior a R$ 8 milhões

16/01/2015 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Empresas Santa Rita Laticínios, Promilk, Mondaí e Bom Gosto têm débitos com mais de duas mil famílias de agricultores da região Noroeste

A grave situação enfrentada pelos produtores de leite devido ao atraso no pagamento do produto ainda persiste no Rio Grande do Sul. A Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag) estima que, em todo o Estado, em torno de 20 mil produtores têm valores a receber das empresas pela comercialização do leite.

Na região Noroeste, estima-se que mais de duas mil famílias tenham um montante de R$ 8 milhões a receber das empresas Santa Rita Laticínios, Promilk, Mondaí e Bom Gosto, que decretaram falência.

Segundo o coordenador da Associação Regional dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais da Grande Santa Rosa,  Pedrinho Signori, duas reuniões já foram realizadas com representantes da Santa Rita, com sede em Estrela, visando um acordo para o pagamento aos produtores. No último encontro, realizado segunda-feira, 12, o proprietário da empresa, Nestor Müller apresentou uma proposta de pagamento parcelado, cuja primeira parcela já foi paga e o restante será pago até fim de março.

Conforme Signori, a Santa Rita ficou devendo os meses de novembro e dezembro para mil produtores no Estado, sendo em torno de 300 da região, compreendendo os municípios de Campina das Missões, São Paulo das Missões, Horizontina, Giruá e Cândido Godói. A empresa não comprava leite de produtores de Três de Maio.

O coordenador revela que o proprietário da Santa Rita é um grande empresário do setor da construção civil, que possui ainda postos de combustíveis, distribuidora de bebida, entre outros empreendimentos, e tem muito capital. "Se o pagamento não sair até fim de março, o total devido aos produtores, vamos nos mobilizar. Os agricultores vão protestar em frente às empresas dele", alertou.


Alguns produtores têm mais de R$ 15 mil para receber das empresas para qual entregaram o leite

FOTO: ALINE GEHM

Confira a matéria completa no jornal impresso




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

15/09/2017   |
08/09/2017   |
09/06/2017   |
06/05/2017   |
07/04/2017   |
31/03/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS