Terça-feira, 22 de agosto de 2017
Ano XXIX - Edição 1471
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Contato ou bloqueio?

30/01/2015 - Por Arlete Salante
Tweet Compartilhar
Estamos em relação o tempo todo com pessoas, atividades e objetos, e a partir destes encontros acontecem experiências.  Quer você perceba ou não, há entre o homem e o mundo uma relação que influencia, modifica e transforma. Fatos psicológicos podem alterar o mundo físico e este pode transformar os fatos. Mas é preciso que os fatos se encontrem no meio psicológico, pois o mundo físico não pode se comunicar diretamente com a pessoa. Não parece óbvio? Mas o óbvio, às vezes é desconsiderado.

Entre o organismo e seu ambiente, ou entre o sujeito e seu mundo, há uma fronteira e nela acontece uma experiência, e a partir dela há um contato, daí vem a escolha do modo de ser (muitas vezes inconsciente). É do resultado deste contato com o meio que o ser se realiza ou se bloqueia.

Contato é uma das forças atuantes que definem o campo. Para Kurt Lewin, psicólogo alemão que desenvolveu a Teoria de Campo, ao compreender o funcionamento do indivíduo, se deve compreender o espaço vital, que é tudo que existe psicologicamente para cada sujeito. O comportamento é entendido não somente como resultado da realidade interna do indivíduo, mas passa a ser analisado em função do campo que existe quando ele ocorre.

 Há uma relação dinâmica entre pessoa e mundo, entre a pessoa e o meio. Essa interação passa por processos que modificam as relações e permitem que essas pessoas continuem sua existência, seu desenvolvimento e auto-realização, ou não, como diria Caetano Veloso.

O conflito entre medo e coragem pode ser um exemplo, ele se instala porque a posição cômoda foi provocada pela consciência do saber de si, e este saber pede uma ação, ou seja, o saber de si responsabiliza o indivíduo em crescimento. Sendo assim, temos ainda que compreender esta batalha a partir do contato da pessoa com o meio ambiente, pois é aí que cada um se depara com as soluções disponíveis e também com as fontes de bloqueio.

Uma coisa passa a ter realidade objetiva a partir do momento em que é trazida para o espaço vital. A partir de então o indivíduo saudável passa a lidar com esta nova realidade, usando sua espontaneidade instintiva para escolher dentro de si e no meio, soluções disponíveis de se auto-regular.

A essência do contato é estar consigo mesmo, ter consciência da percepção, estar presente em si mesmo vivendo o aqui e agora. O contato com passado e futuro faz variações psicológicas que interferem no espaço de vida da pessoa, e podem bloquear o presente, por isso precisam ser reelaborados em psicoterapia.

A falta da presença gera solidão, além de gerador acidentes, desde queimar a mão no fogão a uma colisão entre veículos. Nada vai ao intelecto sem passar pelos sentidos. Atenção aos seus reais significados.




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

15/04/2016   |
08/04/2016   |
01/04/2016   |
24/03/2016   |
18/03/2016   |
11/03/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS