Terça-feira, 19 de março de 2019
Ano XXX - Edição 1549
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

13/02/2015 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - ESTÁ TROVEJANDO, POIS - Diz um velho ditado: muitos só se lembram de Santa Bárbara, quando troveja. Sim, tem trovejado bastante. E está confirmado: o Brasil é o país dos raios. Aqui caem raios de todo tipo e em quantidades absurdas. Ultimamente têm morrido muitas pessoas atingidas por raios fulminantes. E em vários lugares do país, o raio até matou animais no pasto. É assustador. Por isso, quando troveja, todo cuidado é pouco. É preciso resguardar-se, porque o raio é traiçoeiro. O velho ditado, que envolve Santa Bárbara, talvez, signifique a falta de cautela das pessoas diante do fenômeno meteorológico. Evidentemente, num dia de sol e céu limpo, não há que se resguardar de raios, senão dos solares. O ditado tem mais a ver com o procedimento do dia a dia do cidadão, que só se cuida na iminência de um acontecimento infausto. Quando a cinta aperta é que se toma providências. Falta em muitos aquela prevenção em relação ao mal que pode vir. Poucos preveem um arrocho e não se precaveem. Na hora do raio cair, são massacrados. É da nossa cultura, pois.

A REGIÃO PRECISA MOBILIZAR-SE
- Em torno do leite. Hoje, o leite é o ganha-pão de muitas famílias de mais de 20 municípios da Região Fronteira Noroeste. São 11.508 produtores de leite engajados neste segmento da economia primária, que envolve 40 mil pessoas. São produzidos todos os dias 1.062.744 litros de ouro branco nestes 20 municípios. Ao preço médio de R$ 0,86 o litro, todos os meses a região tem um faturamento de R$ 27 milhões. Para Três de Maio isso representa um faturamento mensal de R$ 3.132.000,00, com 1.720 produtores envolvidos na atividade.

PROJEÇÃO DA SAFRA - A projeção da safra de soja 2014/2015 no Rio Grande do Sul é de 15,005 milhões de toneladas, um aumento de 15% em relação à safra passada. No país, a projeção da colheita da oleaginosa é de 95,02 milhões de toneladas na safra a ser colhida, um aumento percentual de 10%. A torcida dos produtores é por bons preços. O dólar em alta ajuda.

NÃO AO ARROCHO -
Foi o que fez a Grécia em recentes eleições, elegendo um candidato de esquerda. Lá a situação econômica é drástica: devem os gregos 323 bilhões de euros. Uma fortuna. O desemprego atingiu 25%. A Espanha quer seguir o mesmo caminho. Se a moda pega. Ninguém quer saber de arrocho, de economizar, de sacrificar-se. Como vai ser o projeto de contenção de despesas da presidente reeleita? Com essa até o PSOL se animou.

ABUSOS - O aumento dos combustíveis anunciados pelo governo seria de 0,22 centavos para a gasolina comum, a partir do dia 01 de fevereiro. Mas alguns postos já estavam cobrando os novos valores desde o dia 30 de janeiro, para aproveitar bem o final de semana e faturar. Mais do que isso: muitos, ao invés de 0,22 centavos, passaram a cobrar 0,30, 0,40 e até 0.50 centavos. Isso se chama abuso. Com o diesel não foi diferente.

CASCATA - Agora vem o efeito cascata: o segmento dos transportes quer aumentos de 30%. As passagens de ônibus vão aumentar. Os taxistas também vão querer aumentar as tarifas. E lá na ponta o consumidor vai pagar a conta nos supermercados e no comércio. É o efeito cascata.

ELA, A PRESIDENTE DA PETROBRAS FOI ACUADA, ATÉ QUE ELA RENUNCIOU E MAIS 5 DIRETORES. MAS ELA SABIA OU NÃO SABIA DAS ROUBALHEIRAS?




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

15/03/2019   |
08/03/2019   |
01/03/2019   |
22/02/2019   |
15/02/2019   |
08/02/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS