Quarta-feira, 24 de maio de 2017
Ano XXIX - Edição 1458
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Instituições de saúde se reúnem hoje em assembleia regional em Três de Maio e no dia 27, em assembleia geral em Porto Alegre

20/02/2015 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
A crise dos Hospitais Filantrópicos e Santas Casas do Rio Grande do Sul persiste. Com o atraso nos repasses de verbas governamentais, as instituições de saúde se mobilizam e prometem adotar medidas mais severas, como a paralisação dos atendimentos pelo Sistema Único de Saúde.

Para amenizar as dificuldades financeiras, no dia 13 de fevereiro, a Secretaria Estadual da Saúde repassou um total de R$ 81 milhões ao setor, sendo R$ 48,9 milhões para hospitais, laboratórios e clínicas. O montante refere-se a parte da dívida de janeiro.

Contudo, os valores não resolvem o problema, que, segundo a Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do Estado, a dívida total soma R$ 187 milhões, referente aos meses de outubro, novembro e janeiro.

Na região Noroeste, o atraso nos repasses de recursos começa a afetar os hospitais filantrópicos. Conforme o diretor executivo do Hospital São Vicente de Paulo de Três de Maio, Samuel Meoti (foto), assim como os demais hospitais, o HSVP também esta enfrentando sérias dificuldades financeiras devido a falta de repasses de valores por parte do Estado.

HSVP tem mais de R$ 2,8 milhões a receber
No caso do HSVP, segundo Meoti, esta situação iniciou ainda em 2013. "O hospital busca até hoje junto a Secretaria Estadual de Saúde, receber valores que não foram repassados. Situação esta agravada a partir do segundo semestre de 2014", informa.

FOTO: DIVULGAÇÃO

Confira a matéria completa no jornal impresso





Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

19/05/2017   |
13/04/2017   |
10/04/2017   |
24/03/2017   |
20/01/2017   |
14/10/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS