Sexta-feira, 22 de março de 2019
Ano XXX - Edição 1549
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

27/02/2015 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - POR QUE MORDOMIAS? - É uma boa pergunta. A pergunta é excelente. São simplesmente desprezíveis e deploráveis as mordomias. Injustas e odiosas. Como é que algumas pessoas, se todos somos iguais perante a lei, se arrogam o direito de desfrutar de montanhas de mordomias? Receber benesses sem dar nenhuma contrapartida é uma injustiça. Vamos ao caso dos magistrados que recebem uma bolada a título de auxílio-moradia. Por que, se eles ganham bem e poderiam custear sua própria moradia? Inexplicável, mas está em vigor. Parlamentares e governantes não têm uma, nem duas e nem três mordomias. Têm eles uma caminhonada. É de amarelar o cidadão de raiva. Moradia de graça. Assistência médica para toda família de graça. Transporte, passagens aéreas, para só ficar nisso, tudo por conta dos cofres da União. Tudo para dar um retorno pífio. Muitos parlamentares, não satisfeitos com as mordomias, ainda se enxovalham metendo a mão em dinheiro sujo. Será que algum dia virá à tona uma lei proibindo mordomias de todo gênero? Com essa o palhaço puxa a máscara do nariz comprido.

MASCARANDO NÚMEROS - No momento, a grande desconfiança de muitos cidadãos é que o governo esteja mascarando números, para tornar a situação, a difícil situação econômica do País, mais palatável. Quase todos os segmentos econômicos mostram índices negativos ou pouco animadores. O que pode ajudar a melhorar é uma boa safra e preços animadores dos produtos de exportação, tendo em vista a alta cotação do dólar.

TERGIVERSAÇÃO - A presidente Dilma e a sua governança tergiversou, quando adotou o novo lema: Brasil, pátria educadora. E por primeiro foi mexer com os diretores de escolas. Por que será? Quem faz a educação são os professores: precisa, pois, mexer com eles também, oferecendo melhorias. É mais um passe errado neste futebol governamental. Será que vêm bondades por aí?

EVOLUÇÃO -
Ao longo dos anos o Partido dos Trabalhadores evoluiu de sigla ideológica para sigla fisiológica. Qual será o próximo estágio?

BOATARIA - De tempos em tempos vêm à tona boatos, que sempre são perigosos. Há poucos dias, veio a lume o boato de que o governo confiscaria a poupança, coisa que aconteceu no desastrado governo de Collor de Mello. Foi um baita susto. Menos mal que o boato foi desmentido pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

NO CAMINHO CERTO -
A reforma política agora está no caminho certo ou não: não haverá mais reeleição, serão eleitos os parlamentares mais votados, sem proporcionalidade, e não haverá financiamento público de campanha, como não quer a esquerda. É preciso acabar com as mordomias. A esquerda sedenta de mordomias chama isso de reforma elitista, ou antirreforma.

FRASE: "O governo publica uma inflação de 7%. Vamos ao supermercado e vemos 15%. Somos vítimas de fraude". A frase é do colunista Paulo Sant'ana. E espelha nossa realidade.

VAI DAR SAMBA - De cara o Ministério Público Federal cobra R$ 4,47 bilhões de empreiteiras envolvidas no escândalo da Petrobras. O valor é cobrado de apenas seis empreiteiras envolvidas. E as outras? E o pior: elas, as empresas, serão proibidas de assinar contratos públicos futuros. Isso vai dar samba! Quanta gente desempregada e quanta falência. E obras paradas.




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

15/03/2019   |
08/03/2019   |
01/03/2019   |
22/02/2019   |
15/02/2019   |
08/02/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS