Quarta-feira, 24 de julho de 2019
Ano XXXI - Edição 1567
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

20/03/2015 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - SURPRESA! SURPRESA! - Quando menos se espera, acontece. E aí temos a surpresa. Ou quando acontece aquilo que não se espera: a Seleção Brasileira tomar 7 x 1 da Alemanha num jogo da Copa do Mundo. Coisa que ninguém esperava. O tempo anoiteceu limpo e de madrugada levanta um temporal. Ninguém previa isso, nem a meteorologia com toda sua parafernália. Surpresa, pois. O criminoso foi aquele homem que todos achavam um cidadão íntegro. Quando alguém é capaz de praticar coisas inacreditáveis, enquanto ocupa cargos de destaque. Surpresa das surpresas. O ganancioso abrir a mão e ajudar um miserável. Outra surpresa. O larápio passar o dia sem praticar assalto. Entra no rol das surpresas. A paz voltou aos lares - uma manchete ausente nos noticiários. A chuva neste verão foi normal. Outra notícia há muito não ouvida, porque quase sempre faz seca no Nordeste e até no Sudeste. Os tributos baixaram. Bem, esta surpresa ninguém precisa esperar, porque ela não vai existir. Quando se trata de impostos, a metida de mão no bolso do contribuinte, aumenta a cada ano.

A LUTA PELO LEITE - O produtor primário, quando dá uma melhorada, aparecem os aproveitadores. No caso do leite foi o que aconteceu. Bastou aumentar a litragem vaca/dia e tornar-se o negócio viável, e lá vieram os safados botando água no leite, misturando químicos, para aumentar o volume e ganhar dinheiro fácil. Com isso, o negócio do leite entrou em crise, porque caiu o consumo e os preços despencaram. Na nossa região, o leite é uma alternativa viável, desde que haja respeito e os maus elementos e atravessadores sejam tirados do caminho. Sim, leite tem que ser de qualidade.

PREÇO INJUSTO - Para o produtor e ótimo para o consumidor. Quando o litro de cerveja está por volta de R$ 4,00 ou mais , o litro de leite custa ao consumidor menos de R$ 2,00. O produtor, hoje, tem que vender de quatro a cinco litros de leite, para comprar uma garrafa de cerveja. Já fizeram as contas?

PROJEÇÕES - São pessimistas as projeções para a inflação e o PIB deste ano. Tudo indica que a inflação possa subir a 7,77% em 2015. E o PIB, o Pibinho previsto é de 0,66%. para este ano.

BOM SENSO - Com a aprovação de projeto de lei pelo Senado, acabando com a obrigatoriedade do emplacamento de máquinas e equipamentos agrícolas, voltou o bom senso.

VALOR AGREGADO - Dos 497 municípios gaúchos, 323 têm mais de 50% do valor agregado de origem agrícola. Isso denota a importância do setor primário na economia.

OTIMISMO NA COLHEITA DE GRÃOS - A colheita de grãos que se antevê no Rio Grande do Sul pode ser recorde na presente safra. A safra 2014/2015 de grãos pode alcançar 30,8 milhões de toneladas, entre as culturas de verão e inverno. A previsão é que a colheita de soja seja 13,78% maior. O bom preço pode fazer a diferença com o dólar alto.

VAI TER CHIADEIRA -
O ano vai ser de muita chiadeira, porque não há dinheiro. As torneiras estão hermeticamente fechadas. Os prefeitos vão cortar o que podem e a população que se aguente. Não há dinheiro no Palácio do Planalto e nem no Piratini. A fonte das prefeituras secou, pelo menos, nos próximos seis meses. Se chorar adianta, dê-lhe lágrimas. As torneiras estão hermeticamente fechadas, nas prefeituras também.




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

19/07/2019   |
12/07/2019   |
05/07/2019   |
28/06/2019   |
21/06/2019   |
07/06/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS