Terça-feira, 21 de maio de 2019
Ano XXX - Edição 1558
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para consumo

22/06/2012 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO  - ECONOMIA FRACASSADA COMO SOLUÇÃO? -   Desde a Intentona Comunista tenta-se implantar, no Brasil, governos comunistas. Nova tentativa aconteceu, em 1964, quando a esquerda se excedeu e as Forças Armadas reagiram e deu no que deu. Foram 20 anos, como se costuma dizer, de obscurantismo: governos militares e ditatoriais. Voltou a democracia, como tanto gostam de dizer os atuais governantes e políticos de ideologia esquerdizante. Para haver autêntica democracia, na América Latina, não dá para adotar como solução o fracasso dos anos de obscurantismo no Leste europeu, na União Soviética e países satélites. É preciso lembrar que o Muro de Berlim caiu, em 1991. Ou será que precisamos de regimes exóticos, para salvar a nossa economia, que fracassou rotundamente em outros quadrantes?

QUE FRASE! - "As grandes reformas que o governador prometeu estão sendo feitas com um rolo de arame e alicate". A frase, digamos, lapidar é do deputado peemedebista Márcio Biolchi. Embora metafórica, a frase, talvez, queira dar noção da atual realidade no governo do Estado, onde estão sendo feitos remendos em cima de remendos, como aquela do aumento da alíquota previdenciária, que tem finalidade arrecadatória. Um castigo para os servidores.
O QUE FAZEM MUITO BEM, CERTOS DEPUTADOS, É VENDER IDEOLOGIA EM SEUS PRONUNCIAMENTOS. E O QUE O POVO QUER E PRECISA SÃO SOLUÇÕES PRÁTICAS.

FORTE CHIADEIRA  - Os empresários do segmento industrial - ao menos muitos deles - estão chiando com força. Dizem que a situação para a indústria não está boa. Se queixam da concorrência desleal dos chineses e da embromação da Argentina. De fato, a pesquisa indica que a indústria vai frear o PIB de 2012. As queixas maiores são contra altos tributos e exigências burocráticas. Não podemos concordar com a concorrência desleal dos chineses e nem com a tranqueira argentina.

O QUE JÁ SE FEZ? - Em cima da maior estiagem de nossa história, o que já se fez de prático e concreto para prevenir novas secas?  Até agora, apenas se ouviu discursos e promessas. Talvez, se vislumbre alguma solução na Rio+20. É um desafio e tanto para governantes, ambientalistas e técnicos. É preciso investir em prevenção, porque os prejuízos da estiagem foram bilionários. Vem aí o Plano Safra com incentivo à irrigação? Menos mal.
TEM QUE SER INGÊNUO PARA ACREDITAR QUE SOMOS 300% SEGUROS CONTRA A CRISE

 ALTA DO DÓLAR  - A alta do dólar tem os dois lados da moeda: o bom e o ruim. Bom para os produtos de exportação. Ruim para produtos de importação e para quem viaja ao exterior. Para o consumidor também não é bom, porque muitos produtos aumentam de preço. Preço da soja, por exemplo, atingiu recorde.

VANDALISMO  - Não é a melhor forma de fazer campanha política, muito menos de mostrar inconformismo. Ainda mais numa cidade onde há tantos bons cursos de nível médio e superior. É de supor-se que aqui haja pessoas mais educadas e de  melhor quilate. Arrebentar placas de trânsito quer dizer o quê? Se for por aí, perdi meu tempo. Por favor, se forem descobertos os culpados, sem dó, nem piedade, façam ressarcir os prejuízos. Protestar contra obras é protestar contra o progresso. Tiro no pé.




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

17/05/2019   |
10/05/2019   |
04/05/2019   |
26/04/2019   |
12/04/2019   |
05/04/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS