Quarta-feira, 24 de maio de 2017
Ano XXIX - Edição 1458
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Como manter a voz saudável

17/04/2015 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Estimativa da Academia Americana de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (AAO-HNSF) revela que um terço da população do mundo sofrerá com distúrbios na voz em algum momento da vida. Para o órgão, uma alteração vocal se manifesta como um problema quando compromete a qualidade de vida do indivíduo.

Pense nos atos de falar, cantar, chorar, gargalhar. Em todos eles a voz é fundamental para a expressão humana, mas nem sempre damos a devida atenção e os cuidados que ela merece.

Anualmente, em 16 de abril, é comemorado o "Dia Mundial da Voz". A celebração foi iniciada no Brasil, em 1999, e a partir de 2003 passou a ter expressão internacional, promovendo projetos integrados em países como EUA, Espanha, Portugal, Bélgica, Suíça, Itália, Argentina, Chile, Venezuela, e Panamá.

No país, a Academia Brasileira de Laringologia e Voz, em parceria com a Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial promovem a 17ª Campanha Nacional da Voz, com o tema "Afine sua saúde. Cuide da sua voz!".

Atenção para a disfonia e as doenças da voz
Segundo Micheli, a rouquidão, cuja denominação correta é disfonia, é uma alteração na qualidade vocal indicando que existe algum problema no aparelho fonador. "Sua característica é a falta de clareza na voz. As disfonia, de uma maneira geral, podem estar presentes desde em um simples resfriado até em casos de tumores malignos.  Cabe ressaltar que a rouquidão é apenas um tipo de disfonia".

Por outro lado, Ana Luiza alerta para as doenças relacionadas à voz, como laringites agudas, os nódulos de pregas vocais, os pólipos, os cistos, os sulcos de pregas vocais e o câncer de laringe, dentre outras. "O especialista a ser procurado é o otorrinolaringologista, que irá orientar o tratamento adequado. Este pode ser medicamentoso, cirúrgico ou por meio de terapia fonoaudiológica", aconselha a fonoaudióloga.

Dicas para você ser amigo da sua voz!
- Fale sem esforço e articule bem as palavras;
- Mantenha boa postura corporal ao falar ou cantar;
- Beba 2 litros de água diariamente;
- Tenha uma alimentação saudável;
- Consuma maçã. A fruta tem propriedades adstringentes, limpando o trato vocal até os pulmões;
- Procure reduzir a quantidade de fala durante quadros gripais, crises alérgicas e período pré-menstrual;
- Evite pigarrear, gritar e dar gargalhadas exageradas;
- Evite ingerir leite e derivados, bebidas gasosas, chocolate antes de utilizar a voz continuamente;
- Evite ingerir álcool em excesso;
- Esteja atento aos primeiros sintomas de alteração vocal como cansaço, ardor ou dor ao falar, falhas na voz, mudança de tom, pigarro e rouquidão;
- No caso de problemas vocais, procure um fonoaudiólogo e um médico otorrinolaringologista;

Na foto: Fonoaudiólogas Ana Luiza Sawitzki Wazlawick e Micheli Pedroso Ludwig


CONFIRA A MATÉRIA COMPLETA NO JORNAL IMPRESSO





Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

19/05/2017   |
13/04/2017   |
10/04/2017   |
24/03/2017   |
20/01/2017   |
14/10/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS