Sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
Ano XXX - Edição 1541
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

01/05/2015 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - ATROPELAMENTO - Quando se fala em atropelamento, o primeiro pensamento que aflora à mente é o das estradas. Das ruas. O atropelamento nas ruas ou estradas. Os carros atropelando as pessoas. Há os atropelamentos fortuitos, quando há correrias e pressa. E há os outros atropelamentos. São aqueles em que pessoas despidas do respeito passam ou tentam passar por cima. Dos outros. Para locupletar-se. Para obter vantagens. Para aparecer no retrato. E não são poucos os casos e não são poucas as ocasiões em que existe este atropelamento. O dia a dia está repleto de apressadinhos que querem chegar na frente dos outros. Não importa se derrubam ou se machucam. Os outros. Desde que saiam incólumes e vitoriosos. Há que perdoar, porque faltou-lhes o banho educativo, quando ainda era tempo. Dói, todavia, levar trombada de entes que não olham para dentro de si. E não olham a existência do seu semelhante com respeito e consideração. As pessoas de gabarito não colidem com seu semelhante e andam no seu trilho com os olhos voltados para o valor intrínseco do ser humano.

FALTA DE COERÊNCIA -
A falta de coerência na governança é total. Enquanto pregam contenção de gastos, a presidente autoriza aumentos de até 300% no orçamento para o Fundo Partidário. Os valores passaram de R$ 289,5 milhões para R$ 867,5 milhões. Isso é um absurdo, quando o governo empurra goela abaixo de que a inflação de 2014 foi de 7,83%. Novamente fazendo gracinha com chapéu alheio, dando barretadas com o nosso boné a gloriosa presidente.

DÍVIDA COLOSSAL - O balanço de 2014 da Petrobras mostra um prejuízo colossal de R$ 21,5 bilhões. Tudo graças à má administração e à roubalheira. Isso significa a destruição do nosso patrimônio público. É preciso responsabilizar.

GOVERNADOR PRESTIGIA - Os últimos governadores têm prestigiado Três de Maio. Estão lembrados que Yeda Crusius, quando governadora aqui veio, e prometeu o asfalto da perimetral? O então governador Tarso Genro, também anuiu ao convite e veio visitar Três de Maio, tendo confirmado a conclusão da perimetral, que ele inaugurou depois. Então, não há nenhuma queixa contra os dois últimos governadores do Estado, que atenderam generosamente os pleitos da administração municipal. Agora, é a expectativa em relação ao governador José Ivo Sartori, o que poderá fazer por Três de Maio.
 
SÓ AGORA? - É a pergunta àquilo que o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, mandou escrever num quadro que está no seu gabinete, em Brasília:"AGORA O BRASIL SÓ GASTA O QUE ARRECADA". Ora, ora! Só agora? Isso faz parte da lição básica de qualquer economia: não gastar mais do que se arrecada, ou do que se ganha. Parece que na ilha da fantasia descobriram a América.

ATENÇÃO -
A mensalidade sindical - descontada da aposentadoria - só pode ser cobrada se o aposentado autorizar. Prestem atenção os aposentados, porque isso vem sendo feito à revelia. Ou algum sindicato está buscando a assinatura dos sindicalizados para proceder o desconto?

ACONTECIMENTO MARCANTE -
A homenagem ao conterrâneo, megaempresário Armindo Denardin, é um acontecimento marcante dentro da programação da XIV Expofeira do Agronegócio. O diretor-presidente do Grupo Mônaco e da Agropecuária Pinguim realizou uma tarde-noite de autógrafos de seu livro MULTIPLICANDO NÚMEROS E PRODUZINDO RESULTADOS. Foram autografados, no dia 30, 150 unidades do livro para empresários, ex-colegas e conhecidos do bem sucedido empresário na Amazônia, no Nordeste e no Centro-Oeste, onde tem 33 empresas, com mais de 2 mil funcionários e três fazendas de gado nelore de alta linhagem. Na oportunidade, foi oferecido um coquetel no Restaurante Central para todos os convidados. 



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

18/01/2019   |
11/01/2019   |
21/12/2018   |
14/12/2018   |
14/12/2018   |
07/12/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS