Sexta-feira, 24 de novembro de 2017
Ano XXIX - Edição 1484
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Setrem garante oferta de cursos do Pronatec

12/06/2015 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Instituição é uma das 33 que foram aprovadas a dar continuidade ao programa no Estado. Contudo, não há previsão de novos cursos através da prefeitura

Das 111 escolas gaúchas que fizeram propostas para o Ministério da Educação para abrir novas turmas pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), apenas 33 foram aprovadas, o equivalente a menos de 30%.

Até a metade deste ano nenhuma nova turma teve as aulas iniciadas no Rio Grande do Sul. Após o atraso das verbas de 2014, o governo federal adiou o início das aulas, de março para agosto.

Com relação aos cursos oferecidos no primeiro semestre de 2014, a professora revela que estes ainda estão em andamento, pois possuem a previsão de encerramento, estipulada pelo governo federal, em 18 meses. "Portanto, os  87 estudantes que estão cursando os cursos técnicos (Informática, Manutenção Automotiva, Design de Móveis e Agropecuária) via Pronatec concluem seus estudos em setembro", explica a professora, que lembra que a Instituição oferece a possibilidade de ingresso em todos os Curso Técnicos oferecidos no segundo semestre, também pela maneira convencional, ou seja, sem o Pronatec.

Prefeitura municipal solicitou 15 novos cursos
Conforme a assistente social Arlete Dalpisol, que é técnica responsável pelo Pronatec em Três de Maio, existe a solicitação de 15 cursos para este ano, mas até o momento, a prefeitura municipal não teve liberação de nenhum.

Caso sejam autorizados novos cursos, a prefeitura, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS) realiza a inscrição no Cadastro Único, a divulgação e as pré-inscrições dos interessados, além do transporte. Também é de responsabilidade do município fornecer o local para a realização dos cursos.


Governo priorizou instituições do Interior
De acordo com o presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado (Sinepe) do Rio Grande do Sul, Bruno Eizerick, a redução do número de instituições que irão oferecer novos cursos pelo Pronatec se deve a decisão do governo federal priorizar instituições que atuam no Interior do Estado, além de cortar praticamente todos os cursos noturnos, que atendem os trabalhadores. No Pronatec, o governo federal compra vagas nas escolas técnicas públicas e privadas para que os alunos possam estudar de graça.

Na foto: Curso em técnico em enfermagem - SETREM

FOTO: COMUNICAÇÃO SETREM

CONFIRA A MATÉRIA COMPLETA NO JORNAL IMPRESSO




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

20/10/2017   |
20/10/2017   |
13/10/2017   |
13/10/2017   |
13/10/2017   |
15/09/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS