Sábado, 24 de junho de 2017
Ano XXIX - Edição 1462
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Psicologia na prática

12/06/2015 - Por Arlete Salante
Tweet Compartilhar


A natureza não funciona paradoxalmente, mas o
inconsciente humano "encomenda" situações opostas incomuns. É preciso entrar em contato consigo mesmo, suavizar os bloqueios, baixar as próprias armas e perceber que o inimigo é interno, escutando atentamente os próprios argumentos, verificando suas justificativas e estratégias de autoconvencimento.

Por meio do paradoxo, a mente elabora formas de conhecimento e pseudointuições, os transformando em instrumentos para o entendimento negado ou em algo que especifica modos contraditórios de existir.

O paradoxo remete aos lugares muito negados porque são muito desejados. Isso acontece quando são sentidos como "impossíveis". Mas, à medida que as reais possibilidades são compreendidas, as contradições internas podem ser vivenciadas e redirecionadas para a autorrealização.

O risco está no cotidiano da existência de qualquer pessoa e a palavra "fácil" não pertence ao vocabulário dos adultos que se responsabilizam por seus sonhos e projetos.



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

15/04/2016   |
08/04/2016   |
01/04/2016   |
24/03/2016   |
18/03/2016   |
11/03/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS