Sexta-feira, 18 de agosto de 2017
Ano XXIX - Edição 1470
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Alerta sobre o perigo das drogas

03/07/2015 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar

Programação especial no dia de luta contra as drogas


Comunidade se engajou e marcou presença nos eventos alusivos à data


Uma série de atividades marcou o Dia Internacional da Luta contra o Uso e o Tráfico de Drogas e o Dia Nacional de Combate às Drogas na sexta-feira passada, 26 de junho, em Três de Maio.
Promovida pelo Conselho Municipal Antidrogas (COMADTR), em parceria com entidades locais, a programação que iniciou de manhã e foi até de noite, contou com palestras, teatro e apresentações artísticas, no Salão Paroquial Evangélico. À tarde, realizou-se a "Caminhada pela Vida sem Drogas", percorrendo a Avenida Uruguai. Para encerrar, no sábado à tarde, foi realizada mateada na praça da igreja matriz católica, com apresentações de música e dança.


Caminhada pela Vida será reformulada no próximo ano
O sargento da Brigada Militar Dilso Secconi é o presidente do Conselho Municipal Antidrogas (COMADTR) e instrutor do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas).


Na avaliação dele, a programação atingiu seus objetivos, pois teve boa participação de estudantes, representantes de instituições de ensino e comunidade, reunindo um público de quase mil pessoas na soma de todos os eventos realizados. Sobre a caminhada, Dilso revela que,embora satisfatória a participação de público, ela deverá ser reformulada no próximo ano. "Vamos tentar trazer mais a comunidade e outros segmentos, grupos da sociedade, colocar um carro de som e fazer uma divulgação mais ampla. Na verdade, é uma caminhada pela vida, com objetivo de reflexão, por isso ela foi mais discreta e silenciosa. Mas no próximo ano, queremos chamar mais atenção. Mas a ideia que se tinha, de alertar com cartazes e faixas, foi plenamente atendida", avalia.


O sargento também avaliou a realização da mateada com apresentações artísticas, no sábado à tarde. "Foi uma ideia muito louvável, mas a comunidade nos cobrou que houve pouca participação das pessoas. Mas, acredito, que quando se trata de um assunto difícil de conversar e dialogar, as pessoas não querem se expor, aparecer. Por isso, temos que alertar que a nossa sociedade enfrenta hoje problemas sérios com relação às drogas. E o nosso principal papel é levar informação para que quando esse problema acontecer, as pessoas saibam onde encaminhar e a quem procurar ajuda", informa.


Nos próximos dias, o Conselho Municipal Antidrogas irá definir a designação dos alimentos que foram arrecadados durante a programação para alguma instituição. Em nome dos organizadores da programação, Dilso agradece a participação de todos nos eventos dos dias 26 e 27 de junho.


Mais de 5 mil estudantes já participaram do Proerd, em 15 anos de programa

O Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas) atua há 15 anos no município de Três de Maio e contemplou, praticamente, todas as escolas das redes particular, estadual e municipal, da cidade e do interior. No total, mais de cinco mil estudantes já participaram. E, além destes, a família também foi capacitada por meio do Proerd Pais.


Segundo Dilso, através do Proerd é desenvolvido o acróstico "REAL", que ensina aos jovens as quatro maneiras de recusar a oferta de drogas: Resistir, Explicar, Abster-se e Livrar-se. "Essas estratégias ajudam os jovens a se manterem longe das drogas, preparando-os para agirem decisiva e responsavelmente diante de situações difíceis. Com os ensinamentos, eles tem condições plenamente de seguir um caminho ideal, mas claro, depende de cada um", pondera.


Este ano, o programa contempla no primeiro semestre, 245 alunos de turmas das escolas estaduais Glória Veronese - Ciep e Cardeal Pacelli, municipal Germano Dockhorn e particular Setrem. No segundo semestre, o programa será realizado em outras instituições de ensino e beneficiará mais estudantes.



Caminhada pela Vida sem Drogas percorreu a Avenida Uruguai na tarde de sexta


Representantes do PROERD, do Amor Exigente e diversas outras entidades
participaram da caminhada



Mateada no sábado à tarde teve apresentações artísticas


Pais devem manter vigília constante sobre os filhos

O sargento alerta que, para quem está no mundo das drogas, só existem três caminhos: a morte, a prisão ou a recuperação. Portanto, conforme ele, quanto mais cedo os pais conversarem com seus filhos sobre este assunto, melhor será a resposta deles. "Temos que prepará-los e ter esse diálogo aberto em casa. É difícil, mas não é impossível", orienta, indicando que por volta dos 10 anos é a idade ideal para ter essa conversa. "Nesta faixa etária, há muita curiosidade, começa a formação do caráter e eles têm uma vontade imensa de aprendizado e de conhecer coisas novas", orienta. 


Outra dica, de acordo com Dilso, é observar o comportamento do filho. "Se houve mudança de atitudes, queda no rendimento escolar, mudança no círculo de amigos, rebeldia, o uso de roupas e adereços diferentes e não há mais diálogo com os pais, é possível que algum problema existe", explica, indicando que nestes casos, os pais devem buscar ajuda.


O jornal Semanal  em duas edições apresenta reportagem especial sobre as drogas, seus males, com depoimentos impactantes de pessoas , principalmente jovens, que lutam diariamente para ficar longe das drogas, suas recaídas, 
o empenho das famílias  para livrar os filhos da dependência, além  das ações dos grupos de apoio, como as comunidade terapêuticas e CAPS (Centro de Atenção Psicossocial de Três de Maio) que atuam na recuperação de dependentes químicos. Aborda ainda o  trabalho  incansável dos instrutores do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas)
.


Confira a matéria completa no jornal impresso




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

28/07/2017   |
28/07/2017   |
28/07/2017   |
14/07/2017   |
23/06/2017   |
13/04/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS