Sábado, 29 de abril de 2017
Ano XXIX - Edição 1454
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Psicologia e AUTORREALIZAÇÃO

24/07/2015 - Por Arlete Salante
Tweet Compartilhar
A Psicologia Humanista-Existencialista ampliou o modo de fazer psicologia trazendo uma nova concepção de saúde e de doença para a humanidade.

O psicólogo Abrahan Maslow, um dos grandes humanistas, estudou as pessoas saudáveis e como elas resolvem e enfrentam seus conflitos. Nas suas pesquisas ele descobriu que cada um de nós tem uma natureza interna essencial que é uma singularmente própria. Isso expressa que cada pessoa tem uma identidade. Mas só o fato de ter não expressa a experiência com a identidade. Temos a experiência com a identidade à medida que somos autênticos.

Para Maslow (1908-1970) a autorrealização envolve:
- uso ativo de todas as qualidades e habilidades, maximizando-as;
- atingir o desenvolvimento completo da personalidade;
- desenvolvimento e aplicação plena do potencial individual;
- satisfação das necessidades mais inferiores;
- a falta de autorrealização traz frustração, descontentamento, etc.

Condições para satisfação da autorrealização:
- estar livre de restrições impostas pela sociedade, família e pela própria pessoa;
- não se distrair com necessidades de ordem inferior;
- segurança de autoimagem, relacionamento e capacidade de amar e ser amado;
- conhecimento realista dos pontos fortes e fracos, virtudes e vícios.

Pesquisas e  experiências clínicas apontam para uma certa noção do ser humano plenamente evoluído  ou  do ser humano em bom desenvolvimento. Seguem algumas características das pessoas AUTORREALIZADAS:
1. Percepção objetiva, mais clara e mais eficiente da realidade;  
2. Plena aceitação da própria natureza;
3. Compromisso e dedicação a algum tipo de trabalho;
4. Simplicidade e naturalidade do comportamento, maior espontaneidade e vivacidade;
5. Necessidade de autonomia, privacidade e independência;
6. Maior abertura para experiências, desprendimento, transcendência do eu;
7. Resistência ao conformismo;
8. Estrutura democrática de caráter;
9. Atitude e criatividade;
10. Alto grau de interesse social, com empatia e afeição pela humanidade.

Há uma tendência natural em todo ser humano para evoluir no sentido da plenitude humana e da saúde física e mental. Porém, existem interferências psicológicas inconscientes que são contrárias à única tendência que se encontra no ser humano, que é a evolução.



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

15/04/2016   |
08/04/2016   |
01/04/2016   |
24/03/2016   |
18/03/2016   |
11/03/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS